terça-feira, 21 de maio de 2013

Relato de Campanha Capítulo 2: Preparação para a missão.


Os valentes guerreiros são conduzidos pelos guardas a um salão no centro do palácio. Quando as enormes portas de madeira maciça são abertas, vêem uma sala monumental, com as paredes repletas de estantes com livros até o teto, dentro da sala alguns anciãos trabalham estudando escritos antigos ou copiando alguns livros.


Um deles que parece ser o mais velho e líder de todos aproxima-se dos heróis e os saúda.

- Salve guerreiros. Acompanhai-me e vos entregarei os itens que o rei determinou que fossem entregues a vós. - Sua voz é tipica de um ancião, mas sua fala transmite paz e sabedoria.

Gamaliel o jovem Defensor da Fé fica maravilhado, ele já ouvira histórias sobre a Biblioteca Real de Ardhi e seus sábios, mas nunca em sua vida imaginou que a conheceria pessoalmente. Agora sua mente fervilhava com a possibilidade de conviver com os sábios do reino e ter acesso a todos aqueles tomos sagrados.

O ancião se dirige a uma mesa comprida no fundo do salão sobre a qual repousam, uma espada grande e brilhante, um elmo muito bem polido, um peitoral dourado, um escudo com o desenho de uma cruz em relevo, um par de botas com placas de metal e uma espécie de lanterna.

- Esta é a armadura de Deus, infelizmente, só nos restou esta e ainda está incompleta, o cinturão da verdade foi roubado como o rei já vos explicou. Cada item tem a sua utilidade e confere ao seu portador dons especiais.O capacete da Salvação protege a mente de quem o usa. A Espada do Espírito é capaz de causar grande dano a criaturas sobrenaturais, e pode cortar qualquer tipo de corrente ou amarração sobrenatural. Quando utilizada em conjunto com o cinturão da verdade ela também é poderosa para devolver a sanidade a alguém que tenha sofrido um ataque mental. - a medida em que o sábio explica cada item da armadura, os cinco amigos começam a entender mais a responsabilidade e o peso de sua missão. 

- A couraça da Justiça é poderosa contra ataques às emoções e o coração de quem a usa, ela também alerta seu portador para que não cometa injustiças. O escudo da Fé confere proteção contra o fogo inimigo e permite que seu portador seja capaz de enxergar os inimigos mesmo que estejam ocultos. As botas da prontidão do Evangelho vão guiar seu portador pelo verdadeiro caminho, possibilitando que este supere os obstáculos e evite as armadilhas. E por fim a Lâmpada da Palavra indicará ao seu portador o melhor caminho a ser seguido e em conjunto com as botas da Prontidão revelarão as armadilhas ocultas no caminho.

Todos os itens são entregues aos guerreiros sagrados que decidem que cada um deverá ficar com um item, desta forma dividem cada parte da armadura de acordo com suas habilidades.

Antígona fica com a Espada do Espírito, Léo, o caçador, fica com as Botas da Preparação do Evangelho e a Lampada da Palavra, Bruce fica com a Couraça da Justiça, o pastor Davi com o Capacete da Salvação e Gamaliel, por já estar acostumado fica com o Escudo da Fé.

Os cinco jovens foram então conduzidos aos aposentos que lhes foram preparados, afim de descansarem e prepararem-se para a jornada. 

No dia seguinte logo ao alvorecer, os cinco já estavam na estrada acompanhados de um grupo de soldados que os guiou até a entrada da floresta ao norte de Ardhi. Os jovens aventureiros caminham um dia inteiro por uma trilha na floresta, até que esta se divide. A trilha que vai para a esquerda é estreita e coberta por uma mata tão densa que o sol quase não consegue passar pelas copas das árvores. A outra trilha que vai para a esquerda é ampla de um chão batido, muito fácil de ser seguida. 

- Temos um impasse. - Diz Gamaliel - Para que lado iremos?

- Ora, para a esquerda, o caminho estreito. - Antígona  responde convicto - É sempre o caminho estreito. Ninguém se esconde em um lugar de fácil acesso.

- Então o que estamos esperando companheiros? - Perguntou Bruce já caminhando em direção à pequena trilha.

Os demais não perderam tempo e entraram na trilha logo em seguida. Porém quando Léo pôs seu pé na trilha algo surpreendeu a todos. A Lampada da Palavra passou a brilhar mais forte e as Botas da Preparação do Evangelho emitiam raios de uma luz azulada que seguiam as curvas do caminho. Imediatamente Léo tomou a dianteira do grupo e os guiava seguindo a luz que emanava de suas botas.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário, mas mantenha o respeito. A partir de 12/03/14 só serão aceitos comentários identificados, assuma seu ponto de vista, identifique-se. Comentários com palavrões e ofensas serão excluídos, todos os demais (mesmo que discorde do ponto de vista apresentado) serão publicados e na medida do possível respondidos.