segunda-feira, 20 de junho de 2011

RPG e o Pecado (Parte 2)

Olá amigos do RPG Cristão, nos encontramos de novo para a segunda parte do estudo “RPG e o Pecado”. 
Primeiramente, as minhas desculpas pela demora, pois meu plano inicial era postar na última sexta-feira dia 17, mas devido a alguns compromissos acabei não tendo tempo de preparar o material. Mas vamos ao que interessa.
Se jogar RPG não é pecado, então qual o problema do RPG para os Cristãos?  Existem dois problemas que podemos relacionar:  
1º Contaminação  
2º Legalidade  
Vamos ao primeiro, Contaminação.  Antes de entendermos o siginificado da Contaminação na vida do Cristão, precisamos conhecer um outro conceito, o de Santidade.
Como filhos obedientes, não vos conformando com as concupiscências que antes havia em vossa ignorância;
Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver;Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo.E, se invocais por Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo a obra de cada um, andai em temor, durante o tempo da vossa peregrinação,Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais,Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado, (1 Pedro 1:14-19)
A palavra Santo na bíblia significa “separado, puro”, logo santidade significa separação. A palavra de Deus nos faz várias admoestações para que sejamos santos, não no sentido de sermos “bonzinhos”, ingênuos ou inocentes, mas de levarmos uma vida separada para Deus. 
Ninguém é capaz de se tornar santo e justo por si só, a santificação e a justificação são processos que se iniciam através da fé, do arrependimento e da confissão de que Jesus Cristo é nosso único Senhor e Salvador. A partir daí, devemos andar em novidade de vida, nosso desejo deve ser para Deus e seu reino, portanto não nos convém mais andarmos envolvidos com coisas que aborrecem ao nosso Pai, conforme a palavra que se encontra em Hebreus 12:13-15:
E fazei veredas direitas para os vossos pés, para que o que manqueja não se desvie inteiramente, antes seja sarado.
Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor;Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem.
A palavra também nos diz que somos libertos do pecado, e portanto tudo o que nos leva ao pecado deve ser motivo de vergonha, para que andemos de acordo com a vontade de Deus.
E que fruto tínheis então das coisas de que agora vos envergonhais? Porque o fim delas é a morte.
Mas agora, libertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna.Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor. (Romanos 6:21-23)

Perigo: Contaminação é pecado e o pecado pode provocar morte espiritual.
Embora o RPG não seja em sí um pecado, pode levar à contaminação, e esta sim, é pecado e pode ocorrer de diversas formas, mas o próprio Jesus nos diz que o que contamina o homem não é o que entra pela boca mas o que sai, pois a boca fala daquilo que o coração está cheio. (Mateus 15: 17-20). Assim como a contaminação biológica, a contaminação espiritual se espalha por outras áreas de nossas vidas, nos levando à passos largos para o pecado e para a morte. Conforme a palavra de Tiago 1: 13-15 
Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta.
Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte.
Um exemplo na bíblia a ser seguido é o do profeta Daniel, que sendo levado à corte do Rei da Babilônia poderia se alimentar de tudo o que o rei se alimentava, mas preferiu manter-se santificado abstendo-se da comida do rei, pois sabia ser esta consagrada aos deuses babilônicos, e o SENHOR o honrou por isto (Daniel 1). 
Quando um Cristão se expõe deliberadamente à coisas que são claramente abominações ao SENHOR, (leia “A culpa é Nossa) ele abre “legalidade” para que Satanás passe a atuar em sua vida, roubando e impedindo as bênçãos de Deus e comprometendo sua vida espiritual. Legalidade é quando abrimos uma brecha, ou melhor, damos uma “autorização” para que o inimigo atue em determinadas áreas de nossas vidas. Isso ocorre porque o nosso Deus é justo e Satanás é legalista. Sendo assim quando abrimos uma brecha em nossa vida que dê legalidade, nosso inimigo nos acusa e requer perante Deus o direito de agir naquele ponto de nossa vida. Por exemplo, um cristão que sonega impostos, dá legalidade a Satanás para atuar em sua vida financeira (assim como a pornografia na vida sentimental, o ocultismo na vida espiritual e por aí vai). E aí nós sofremos as conseqüências, esfriamento e fraqueza espiritual, opressões, e retenções de bênçãos, só para citar algumas. 
No RPG esta contaminação pode vir através de jogos com temática ocultista, simulações de rituais de magia (ainda que só por brincadeira), inversão de valores, simulações de pactos de sangue ou pactos com demônios, interpretação de demônios, feiticeiros ou monstros, ou devoção a divindades no caso dos clérigos e paladinos (ainda que sejam divindades totalmente fictícias, podem dar legalidade a Satanás para atuar em nossas vidas espirituais e atrapalhar nosso relacionamento com Deus).  

Cuidado: Tome todas as medidas necessárias para evitar a contaminação espiritual.
Mas o maior risco é a sedução das trevas, você começa a se aprofundar no pecado até o ponto compactuar com as trevas, blasfemar contra o Espírito Santo e perder sua salvação. 
Não comprometa sua salvação por causa de um simples jogo, como já disse na primeira parte do artigo, a palavra de Deus nos orienta para nos abstermos da aparência do mal. Dê ouvidos à voz Espírito Santo , não negligencie os alertas de Deus no seu coração. Se algo lhe diz para não jogar, não jogue. 
Veja o que a Bíblia diz sobre feitiçaria.
E exterminarei as feitiçarias da tua mão; e não terás adivinhadores; Miquéias 5:12
Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.Ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira. Apocalipse 22:14-15
Se você já está envolvido com este tipo de material arrependa-se e ore a Deus renunciando o seu envolvimento e pedindo perdão pelo seu pecado. 
Para finalizar este artigo deixo as palavras contidas em 2 Corintios 6: 14 -18 e 7:1:
Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?
E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com o infiel? E que consenso tem o templo de Deus com os ídolos? Porque vós sois o templo do Deus vivente, como Deus disse: Neles habitarei, e entre eles andarei; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.Por isso saí do meio deles, e apartai-vos, diz o Senhor; E não toqueis nada imundo, E eu vos receberei;E eu serei para vós Pai, E vós sereis para mim filhos e filhas, Diz o Senhor Todo-Poderoso.Ora, amados, pois que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus.
Que Deus complemente esta mensagem nos corações de todos e vos dê sabedoria e discernimento para que vocês possam praticar seu hobby sem aborrecer ao SENHOR. 
Que Deus abençoe a todos.

28 comentários:

  1. nesse caso, venha e nos apedrejem ate morrermos por blasfemarmos.
    se nao o fizerem, serao hipocritas, se o fizerem, serao assassinos(mas nao aos olhos do seu deus, pois isso eh o q ele manda que v6 façam)
    suponho que vc concorde com tudo o que esta escrito no antigo testamento

    ResponderExcluir
  2. Uau! mas que dramático.
    Vamos-lá
    Osvaldo (desculpe a brincadeira acima)
    Este post foi escrito para aqueles que como eu são Cristãos e queriam saber se jogar RPG é ou não pecado (não sei se você leu, mas a primeira parte deste post "RPG e o Pecado (Parte 1)" deixa bem claro que jogar RPG em si não é pecado, mas como Cristãos devemos tomar alguns cuidados. Se você não crê em Deus (oro para que você mude de opinião) isto não se aplica a você.
    Seja sábio.
    Obrigado.

    ResponderExcluir
  3. Quanto a essa história de "contaminação", infelizmente, graças à cultura inerente a nossos cérebros desenvolvidos, o mundo dos humanos está todo "sujo" de significados e é impossível manter a "alma" limpinha para sempre, mas é possível fazer uma "higiene mental" básica para ficar mais "apresentável" aos olhos e ouvidos dos outros quando necessário.

    Mas esta "sujeira" também tem o lado bom de aumentar a "imunidade" do sujeito para ajudá-lo a (sobre)viver no mundo real, distante das bolhas de proteção criadas pelas famílias de classe média e acima.

    Um Pai superprotetor não gosta de ver seus filhos e filhas sujos e evita que isso aconteça a todo custo para não ter o trabalho de limpá-los novamente. Um Pai consciente do mundo em que vivemos ensina seus filhos a se limparem sozinhos e confia neles a ponto de deixar que se sujem de vez em quando sem se horrorizar com isso.

    ResponderExcluir
  4. Rafael, concordo com basicamente tudo o que você disse. Porém devemos fazer algumas revisões na escala do que consideramos "contaminação". Primeiro para nós cristãos, o "ficar mais apresentável" não é para os outros e sim para o próprio Deus. Como um filho que ama a seu pai e faz tudo que está ao seu alcance para deixá-lo orgulhoso.
    Segundo, quando falo em contaminação, o conceito não é de uma criança que brinca na areia ou na lama, e sim de alguém que brinca com material contaminado com o vírus do HIV por exemplo. Qual é o pai que em seu perfeito juízo permitiria isto. Quanto mais Deus em sua infinita bondade, sabedoria e amor.
    A palavra de Deus em Tiago 1:15 nos diz: "Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte."
    Morte aqui não se refere à morte física, pois esta já foi vencida por Jesus Cristo, mas a morte de que o texto fala é a morte espiritual, ou seja completo afastamento de Deus.
    É deste tipo de contaminação que devemos nos afastar.
    Deus nos dá liberdade para vivermos como desejarmos, Ele apenas nos orienta para que não venhamos a nos prejudicar com as consequências dos nossos próprios atos. Mas caso venhamos a nos contaminar, Ele também nos ama o suficiente e nos dá o remédio mais eficaz que é Cristo Jesus, que morreu por nós e verteu seu sangue para que vivêssemos a sua vida.
    "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." João 3:16

    ResponderExcluir
  5. Esse blog é muito legal.

    Além de apresentar uma maneira diferente de jogar rpg, deixa alguma mensagem bíblica que permite uma reflexão.

    Embora eu não seja cristão, continuarei buscando na Bíblia apoio suficiente para seguir o caminho estreito.

    Parabens pela dedicação, Alê.

    Que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  6. Ultimaaliançarpg
    Obrigado e seja sempre bem-vindo ao RPG Cristão.
    Só não entendi uma coisa! Você diz que não é Cristão, mas lê a Bíblia e procura seguir o "Caminho estreito".
    Todo aquele que crê em Jesus Cristo e busca seguir seus ensinamentos é um Cristão.

    Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6

    Que você continue a trilhar este caminho e Que Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
  7. Olha eu narro apenas ah 2 meses Mighty Blade Conheçe?
    Até agora tudo vai bem graças a Deus mais estou apreensivo de que esteja fazendo algo de errado eu tenho players que são Magos ou Feitiçeiros mas nunca foi algo "horrivel" alias gosto de RPG que sejam Agradaveis nunca gosteis daqueles violentos como vampiro a mascara ou laços de sangue eu nem quero saber como é.Porém esse negocio de magia sempre foi de brincadeira sem qualquer referencia alias o D&D tinah magias porém não era pecado jogar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Chalck, seja bem vindo ao RPG Cristão. Obrigado por seu comentário.
      Já ouvi falar de Mighty Blade, mas nunca joguei, dei uma olhada rápida nas regras antes de te responder.
      Existem algumas coisas com as quais eu recomendo cuidado, tipo Guia Espiritual, Espirito Animal, Dogma: Discípulo da Morte.
      Com relação ao D&D, o pecado não está em um sistema ou outro de RPG. Pecado é tudo aquilo que te afasta de Deus ou que aborrece a Deus.
      É fato, e está escrito na Bíblia que Deus não se agrada de feitiçaria, bruxaria e adivinhação, e consequentemente tudo que está relacionado com isso. Muita gente que joga RPG acaba se interessando por estes assuntos e começa a pesquisar e se aprofundar para melhorar o "Role Play" e com isso acabam se contaminando e se afastando de Deus. Sendo assim nós cristãos temos que tomar muito cuidado com tudo que envolve estes elementos.
      Muitos RPG,principalmente os de Fantasia Medieval, estão carregados (de forma proposital ou não) de conceitos da "Nova Era" e isso é um problema para nós.
      No D&D por exemplo uma coisa que sempre me incomodou eram as divindades dos clérigos e paladinos. Já o Mighty Blade não é tão específico neste assunto.
      Para concluir. Jogar RPG não é pecado, mas como tudo o que fazemos, não podemos permitir que isso nos afaste de Deus dando brechas para que o inimigo de nossas almas venha a ter poder sobre nós.
      Costumo dizer que o alerta de segurança para o Cristão é o Espirito Santo de Deus, se ele está te incomodando com alguma coisa é melhor dar ouvidos.
      Que Deus te dê sabedoria para discernir o que é bom e o que é mal no RPG.
      Bom divertimento e que Deus o Abençoe.

      Excluir
  8. O blog é magnifico,de madrugada esta duvida me veio a torturar,sim sim,este blog foi uma grande luz para min e realmente parabenizo,peço que continue firme,é um dos poucos laços que permite o rpg manter contato com aqueles que gostam disso e não querem se afastar do nosso SENHOR,bem como Chalck disse,feiticeiros,magos,clerigos,sim,eu mesmo gosto das classes e raças magicas,porque ela da liberdade de expandirmos nossa imaginação,apesar de termos a conciencia de que em uma realidade isso é horrivel,sim,tudo que ouvimos ou vimos,quanto mais perfeitamente simular um estado real mais se empregina em nossa mente,sim,nos confunde,exemplo basico: Eu sou um mago ou um feiticeiro que usa um elemento da natureza ou até mesmo a luz,porem,se este mago ou feiticeiro procura seu poder em livros,ou meios espirituais que não envolvam idolatria,que seja um Atéu no rpg pois nos rpgs os deuses são ficticios,então supostamente um cristão deseja seu personagem um mago atéu,que acha seu meio de magia em estudos e na propria força de vontade que o torna poderoso para mecher com estes poderes,sem meios pactuais ou idolatras,ainda sim seria algo pecaminoso?,tipo,concluindo minha duvida: O nome carrega o pecado ou o que voce coloca dentro daquele nome?
    -Usar um feiticeiro mesmo que ele se abstenha de todo tipo de laço idolatra,seria pecado permitir tais escolhas?
    pois sou mestre a cinco anos ou umpouco mais,como cristão,não quero passar nada tolo ao meu grupo.

    Obrigado pela atenção.

    ResponderExcluir
  9. O blog é magnifico,de madrugada esta duvida me veio a torturar,sim sim,este blog foi uma grande luz para min e realmente parabenizo,peço que continue firme,é um dos poucos laços que permite o rpg manter contato com aqueles que gostam disso e não querem se afastar do nosso SENHOR,bem como Chalck disse,feiticeiros,magos,clerigos,sim,eu mesmo gosto das classes e raças magicas,porque ela da liberdade de expandirmos nossa imaginação,apesar de termos a conciencia de que em uma realidade isso é horrivel,sim,tudo que ouvimos ou vimos,quanto mais perfeitamente simular um estado real mais se empregina em nossa mente,sim,nos confunde,exemplo basico: Eu sou um mago ou um feiticeiro que usa um elemento da natureza ou até mesmo a luz,porem,se este mago ou feiticeiro procura seu poder em livros,ou meios espirituais que não envolvam idolatria,que seja um Atéu no rpg pois nos rpgs os deuses são ficticios,então supostamente um cristão deseja seu personagem um mago atéu,que acha seu meio de magia em estudos e na propria força de vontade que o torna poderoso para mecher com estes poderes,sem meios pactuais ou idolatras,ainda sim seria algo pecaminoso?,tipo,concluindo minha duvida: O nome carrega o pecado ou o que voce coloca dentro daquele nome?
    -Usar um feiticeiro mesmo que ele se abstenha de todo tipo de laço idolatra,seria pecado permitir tais escolhas?
    pois sou mestre a cinco anos ou umpouco mais,como cristão,não quero passar nada tolo ao meu grupo.

    Obrigado pela atenção.

    ResponderExcluir
  10. Adorei o blog , a minha vida toda joguei Final Fantasy , e de uns tempos pra la , as magias começaram a me incomodar , e eu me livrei de todos os tipos de RPGs que eu tinha , esse blog me ajudou muito , pq a tentação está sendo grande , mais esse blog me ajudou muito , vou continuar a matar a vontade da minha carne

    obrigado pela atenção

    Deus abençoe

    ResponderExcluir
  11. Olá , A paz do Senhor, eu jogo o RPG Grand Chase e queria saber se joga esse jogo é pecado ou nao, eu n me sinto mal em joga-lo, mas ainda n sei , alguem pode me ajudar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulo, obrigado pelo seu comentário.
      Não Conheço Grand Chase, mas pelo que vi é um jogo on line para computador. Na verdade aqui eu trato muito mais de RPG de mesa, mas os conceitos são os mesmos.
      Como eu falei no artigo o pecado não é o jogar ou não determinado game, pecado é aquilo que te afasta de Deus. Já aconteceu comigo de depois de jogar determinado jogo, me pegar pensando no jogo em momentos de devocional e oração e até no culto, quando percebi isto imediatamente parei com aquele jogo pois estava atrapalhando minha vida espiritual.
      Como eu te disse não conheço o jogo, mas logo na primeira página do site já vi uma Guerreira um tanto quanto sensual. Fora outros termos como "Fragmentos de Alma" e outros. Isso por si só já me mantém alerta com tipo de jogo. Mas no seu caso, você tem que analisar e ver até que ponto este jogo está interferindo em sua vida espiritual.
      Responda sinceramente para si mesmo algumas perguntas.
      Quanto tempo você gasta com o jogo e quanto tempo você gasta com leitura da Bíblia e oração?
      Já sentiu a sensação de que não deveria estar jogando?
      Já deixou de ir ou teve vontade de não ir a igreja para poder jogar mais?
      Já ficou durante o culto pensando em como fazer para passar de faze ou resolver alguma questão do jogo?
      Quanto tempo do dia o jogo ocupa sua mente (mesmo quando não está jogando)?
      Já ficou nervoso ou irritado por não poder jogar quando queria?
      Não sou eu, o pastor ou qualquer pessoa que vai poder te ajudar com esta questão, ore a Deus e peça para o Espírito Santo te ajudar, tenho certeza que vai encontrar sua resposta.
      Você diz que nunca se sentiu mal por jogar, mas só o fato de estar preocupado já indica que há algo errado. Muitas vezes quando gostamos de algo tentamos dar desculpas e justificativas para não pararmos, mesmo sabendo o devemos fazer.
      Oro para que encontre a resposta certa.
      Que Deus o abençoe.

      Excluir
  12. Ok. Li o post e entendi que a mensagem eh que o jogo de RPG em si nao eh pecado, mas que devemos tomar cuidado pra nao nos contaminarmos com o que esta diante dos nossos olhos.
    Mas a duvida persiste nisso: Quais cuidados devem ser tomados, e jogos como Final Fantasy devem ser jogados fora?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, bem vindo ao RPG Cristão e desculpe-me a demora em responder. Na verdade essa demora ocorreu pois eu não queria responder à sua pergunta de qualquer maneira, mas hoje pela manha o Senhor me revelou como deveria responder.
      Não existe uma lista no céu dizendo quais jogos são ou não pecado, na verdade uma das definições de "pecado" é "aquilo que te afasta de Deus". Isso significa que nem tudo que é pecado para mim o é para você (leia Romanos 14).
      Porém tenho algumas recomendações:
      1 Ouça a voz do Espirito Santo, Ele ministra aos nossos corações e nos alerta das armadilhas de Satanás. Costumo dizer que o Espírito Santo é o alarme de perigo que soa em nossos corações. Se algo em seu coração te diz para não jogar, não jogue.
      2 O apostolo Paulo nos diz Tudo me é licito mas nem tudo me convém. Tudo me é licito mas não me deixarei dominar por coisa alguma. Se você sente que jogar determinado jogo para você está se tornando indispensável, é sinal que este jogo está te "dominando", melhor dar um tempo.
      3 Se durante os seus momentos de Consagração, louvor, culto, oração e leitura da bíblia você se pega pensando em como vencer um inimigo, passar de faze, ou criar um personagem melhor no jogo, melhor dar um tempo ou até parar.
      4 Responda sinceramente a seguinte pergunta: O que Jesus acharia deste jogo?
      Por último. Na dúvida? não faça. Não Arrisque sua salvação por causa de um jogo, seja ele qual for.
      Ore a Deus e peça para ele lhe orientar, tenho certeza que chegará à resposta da sua pergunta. Se é que você já não sabe.
      Que Deus o abençoe.

      Excluir
    2. Muito obrigado pela resposta, principalmente por ter buscado de Deus primeiro pra responde-la por mim.

      Pra ser sincero, eu havia me desfeito de alguns dos meus jogos antes mesmo de receber a sua resposta, e descobri que era realmente o que eu deveria ter feito. Ao primeiro momento, quando percebi que deveria joga-los fora, foi dificil, pois minha carne nao queria faze-lo. Mas depois de orar bastante e falar com Deus, eu consegui faze-lo.

      Os jogos que me desfiz foram: Final Fantasy VI, Ultimate Mortal Kombat 3, Street Fighter, Clock Tower, Terranigma e Tales of Phantasia.

      O unico jogo que me fez refletir sinceramente sobre o fato de eu estar idolatrando ou nao esses jogos foi Final Fantasy VI.
      Como vc deve saber, eh considerado um dos melhores jogos ja criados. Eu tinha ficado realmente obcecado pelo jogo, e gastava todo meu tempo livre jogando-o, nao tirando tempo pra Deus e pra ir a igreja.

      Mas eu ainda tenho uma duvida, e gostaria que vc pudesse me dar um conselho. Na sua resposta, vc disse que a gente as vezes devemos nos afastar desses jogos durante um tempo, ou devemos joga-los fora de vez. Acredito que eu tenha vencido a idolatria dessas coisas, e que depois dessa experiencia, meu relacionamento com Deus melhorou, agora que estou me dedicando mais a Ele e fazendo do meu tempo com Ele mais proveitoso.

      Outros fatores que me fizeram jogar os jogos fora foi o seguinte: Muitas pessoas Evangelicas condenam os jogos de RPG por causa das magias que contem neles e as criaturas que sao invocadas dependendo do jogo (Em FF6 seria os "Espers"). Essa foi a razao pela qual eu me desfiz dos meus jogos de RPG, incluindo tbm o fato de que no RPG Tales of Phantasia existe um breve momento onde o dialogo tem palavras obscenas, e em Terranigma o tema de reincarnacao eh vastamente explorado.

      No caso de FF6, o caso se extende mais, por causa da simbologia que eles colocaram na ultima batalha do jogo. Quando o jogador enfrenta Kefka, a luta eh dividida em 3 tiers, que nitidamente foram inspirados pela famosa "Comedia Divina" de Dante Alighieri. O primeiro tier significa Kefka representando o inferno, o segundo significa Kefka representando o purgatorio, e no 3 eh nitidamente visivel o fato de Kefka estar representado o ceu, onde ele esta sentando no trono como Jesus, e Maria esta atras dele. Logo depois, ele desce dos ceus, para confrontar os oponentes. (Pesquise sobre a Comedia Divina de Dante e vc entendera a relacao disso com o jogo.)
      Isso me preocupou, pq a serie Final Fantasy tem uma base anti-religiao e anti-Deus por tras de varios jogos da serie.

      Em relacao a Mortal Kombat, e Street Fighter, me desfiz deles pq me preocupei com a violencia por tras dos jogos (embora Street Fighter nao seja tao violento assim), e tbm por causa das magias.

      Quanto a Clock Tower, eh um jogo de terror como Resident Evil, onde vc luta contra coisas ruins mesmo, como assassinos, e personagens "escuros".

      A minha duvida eh a seguinte: A razao pela qual eu gosto desses jogos, nao eh por causa desses conteudos maleficos que eles trazem, mas sim pela diversao que sempre obtive atraves de jogos de videogame (mais especificamente jogos de Luta e RPG). Depois que consegui me desfazer deles, aceitar o fato de que os estava idolatrando, e de ter sido capaz de jejuar um mes sem jogar videogame, Vc acha que eu nao poderia compra-los e joga-los mais? Seria pecado? E quanto aos motivos que me fizeram questiona-los (como a Magia dos RPGs, a violencia de jogos de luta, etc.), seria pecado jogar esses jogos por causa desses fatores?
      Peco que me ajude nessa questao, com o apoio de Deus obviamente, pra que eu possa esclarecer essa duvida, pois so quero joga-los novamente se realmente nao for errado aos olhos de Deus.

      Desde ja obrigado! A paz do Senhor!

      Excluir
  13. Boa tarde a Paz de Deus...Jogo dungeon hunter 4 jah ouvio falar?se sim oq vc axa deste jogo?obrigado

    ResponderExcluir
  14. A Paz de Deus ..eu jogo dungeon hunter 4 jah ouvido falar ou conhece?qual sua opinião sobre o jogo?obrigado Deus abencoe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Paz, infelizmente não conheço, pelo que entendi, é um RPG Eletrônico ou de Video e eu quase não jogo. Os RPGs que eu trato aqui são os de mesa, jogados com amigos eo redor de uma mesa como jogos de tabuleiro (porém bem melhor e mais emocionante).
      Não posso lhe falar de algo que não conheço, mas um conselho que eu sempre dou é ter sempre em mente os textos de:
      1 Corintios 6:12 "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma." e 1 Corintios 10:23 "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam."
      O fato de você estar em dúvida ou preocupado já pode ser um sinal do Espirito Santo.
      Ore a Deus, peça-lhe sabedoria e direção neste caso e Ele com certeza vai te dar a resposta. Mas esteja pronto para aceitar a resposta mesmo que você não goste dela.
      Acredite isso já aconteceu comigo não só em relação a jogos, mas com músicas e filmes.
      Estarei orando por você. Que Deus te abençoe.

      Excluir
  15. Olá! queria se vc puder me ajudar a explicar para minhas filas de 14 e 19 o porque de não jogar "amor doce" que é um jogo de paquera adolescente e acho que é rpg. Não tem demônios, fadas nem nada de feio como elas dizem...não sei que argumentos usar. Só os rpg's violentos ou de magia é que acarretam consequências e abrem brechas??
    Por favor se puder me ajude...obrigada

    ResponderExcluir
  16. Olá! queria se vc puder me ajudar a explicar para minhas filas de 14 e 19 o porque de não jogar "amor doce" que é um jogo de paquera adolescente e acho que é rpg. Não tem demônios, fadas nem nada de feio como elas dizem...não sei que argumentos usar. Só os rpg's violentos ou de magia é que acarretam consequências e abrem brechas??
    Por favor se puder me ajude...obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Hadassa, vamos te ajudar sim, na verdade conversei com minha esposa e ela, (como mãe de uma menina) vai me auxiliar, pois entendo que embora o RPG seja minha especialidade, este é um assunto no qual ela pode ser muito mais útil.
      Por hora o que posso te dizer é procure mostrar interesse e tentar jogar um ou dois "episódios" com suas filhas detectando os pontos negativos e conversando franca e abertamente sobre eles. E depois explicando porque este jogo não é conveniente para elas. I Cor 6:12 e I Cor 10:23. O amor é a base.
      Que Deus a abençoe e até mais.
      obs.: Este é um jogo que minha filha não vai jogar.

      Excluir
  17. Olá gostaria de saber se o jogo "amor doce" um jogo de paquera adolescente é pecado, se abre brechas. As adolescente que jogam dizem que não tem nada de feio então não veem problema, pois não tem nada mistico, nem demônios. Mas sabemos que o diabo não aparece sempre de forma clara, justamente para enganar.
    Se puder me ajudar...obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Hadassa seja bem vinda.
      Bom como sempre digo o RPG em si não é pecado, é apenas um jogo como tantos outros que existem. O problema são as ambientações e assuntos abordados.
      No caso do Jogo que você mencionou, não posso falar claramente pois não o conheço, mas pelo pouco que vi na internet é um jogo que estimula a "paquera adolescente" o que em determinados casos pode ser prejudicial. Estimulando o desenvolvimento de uma curiosidade precoce pelo assunto.
      Também dei uma olhada na introdução do jogo e bom existem sim algumas coisas estranhas 1° A garota que dá as primeiras instruções tem uma espécie de "asas" negras nas costas. 2° ao terminar as instruções aparece uma "Tia" que é na verdade uma fada.
      Não há nada de errado nas meninas sonharem com o príncipe encantado e é até natural que isso ocorra, mas a paquera da forma como o jogo apresenta, talvez não seja condizente com os padrões de vida de um Cristão.

      Excluir
  18. Irmão espero q min ajude.
    Tenho um jogo chamando+ "Peferct world". Bom, é um jogo eletrônico do gênero MMORPG, nele apresenta mostros demoniacos, dugeons com nome satãnicos(exempo: "Terra Demoníaca" e etc..). A duvida é: Tem poblema eu jogar esse jogo ? Sou evangelico, e msm esse jogo n min "dominando" ainda é algo errado, pra Deus ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thais obrigado pelo seu comentário
      Que Deus te abençoe e te de sabedoria.
      Muitas vezes quando fazemos este tipo de pergunta, no fundo já sabemos a resposta, mas não queremos aceitar, pois não é a que gostaríamos.
      Muitas vezes queremos muito jogar algo, mas quando jogamos nosso coração dói e sentimos que estamos fazendo algo errado.
      Bom se esse é o caso, talvez você já tenha sua resposta.
      Como diz o livro de Apocalipse "Quem tem ouvidos ouça o que o Espirito diz às igrejas"
      Seja sábia minha irmã. "Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém"
      Pelo pouco que eu vi no site, este jogo não me convém.
      espero que tenha ajudado.
      Que Deus abençoe.

      Excluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Obrigado pela ajuda, eu amo temas medievais sempre admirei as temáticas dos seculos passados e inclusive as narrativas de batalhas bíblicas. Mas fui pego esses dias por um jogo chamado The Elder Scroll Oblivion.

    Minha consciência não permitiu eu prosseguir com o jogo pois ele é repleto de feitiçaria, ocultismo, magia negra e portais para mundos obscuros satânicos.

    Orei a Deus e desinstalei pois o clima dentro de casa estava estranho demais, fora o desanimo espiritual q senti, grato pelo post, só confirmou minha decisão certa!

    PS: Devemos ter cuidados iguais com séries, Game of Thrones (nunca vi e nem quero), Vikings ( aviso é repleto de rituais pagãos, pactos de sangues, sacrifícios de animais a deuses falsos e consultas a videntes) aconselho todos os Cristãos ficarem longe dessas séries.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, mas mantenha o respeito. A partir de 12/03/14 só serão aceitos comentários identificados, assuma seu ponto de vista, identifique-se. Comentários com palavrões e ofensas serão excluídos, todos os demais (mesmo que discorde do ponto de vista apresentado) serão publicados e na medida do possível respondidos.