sexta-feira, 20 de maio de 2011

Demônio: A queda - Um perigo real e desnecessário.

Olá amigos RPGistas e irmãos em Cristo.
Alguns dias atrás falei sobre o RPG “Demônio: A queda”, bom, até então toda a informação que eu tinha vinha de outros sites pela internet, então para não dar margens àqueles que podem querer alegar que não sei do que estou falando, arrumei uma cópia do livro e comecei a examiná-lo.

Não vou comentar aqui sobre todas as 304 páginas (para isso seria necessário que eu escrevesse um livro, mesmo assim é possível que este post fique um tanto longo), e não vou me deter nas regras, visto que são basicamente as mesmas de outros livros do sistema Storyteller. Meu foco aqui é apenas o comprometimento (contaminação) Espiritual que este material representa, e a contribuição que este livro trás para a já distorcida fama que o RPG tem no Brasil.
 Já na página 8 o livro, lançado em 2007, trás duas advertências:
1ª  Em letras grandes com o título “Advertência”
Demônio: a Queda é um jogo. Como qualquer jogo de tabuleiro, é jogado em volta de uma mesa com os amigos. A diferença é que, neste caso, não há tabuleiro e até as peças podem ser desnecessárias. Mas ainda é um jogo. Não é vida real. Os monstros são produtos de nossa imaginação: eles não são reais. Você não é um demônio. É simples assim. Se você não é capaz de distinguir a fantasia da realidade, deixe este livro para lá e arranje outra coisa para fazer. A todos os demais divirtam-se.
2ª Em letras menores, misturada às informações de direitos reservados e dados da Editora
... Este livro recorre ao sobrenatural como fonte de inspiração para cenários, personagens e temas. Todos os elementos místicos e sobrenaturais são fictícios e visam apenas à diversão. O livro tem conteúdo adulto. Recomenda-se discernimento ao leitor. ...
Vamos nós.
No primeiro aviso, excetuando-se a frase “Você não é um Demônio”, não há grandes problemas, na verdade acho que algo semelhante deveria vir estampado em todos os jogos e filmes de ação, sejam eles RPGs ou Video Games. Por um fato óbvio: algumas pessoas realmente perdem a noção da realidade e acabam extrapolando limites (repare que isso não ocorre com a maioria, logo o problema está nestas pessoas).   
Já com relação à segunda advertência... Há controvérsias, fictício ou não, veremos a seguir que algumas ações realizadas no jogo têm sim uma implicação espiritual real.
A primeira implicação está na inversão de valores proposta pelo livro, que transforma os demônios em vítimas de um Deus orgulhoso e autoritário que fez uma besteira  e quando seus servos tentaram arrumar Ele os puniu. O livro tenta desacreditar a Bíblia contando uma versão da história que teria sido censurada por Deus.
Muito pelo contrário, o nosso Deus é um pai justo, amoroso, longânimo e não quer que ninguém se perca . Tanto que sacrificou seu único filho, Jesus, para que através da fé em Cristo fossemos salvos e recebêssemos o poder se sermos feitos filhos de Deus. Leia a página Plano de salvação.
O livro, embora seja uma obra de ficção, tem um claro posicionamento anti bíblico, e anti Deus, veja o que está escrito de forma destacada na página 75
"Deus pode ter dado as costas ao mundo, mas o peso de sua terrível influência ainda persiste. Não enfrentamos um exército de anjos , nem mil anos de guerra. Só um punhado de seres humanos perdidos demais na própria adoração a Deus, ansiosos demais para derramar sangue para Sua maior glória. ...
... Deus está MORTO! Deus era uma MENTIRA!Venha e descubra a VERDADE nas antigas tradições!
A magia está VIVA e os espíritos da terra querem que VOCÊ tome parte nisto!Todos os interessados  em compreender seu potencial místico venham aos encontros no parque nas noites de sexta-feira. Tragam bebida e descubram a verdade na satisfação!Você é mais PODEROSO !! do que imagina!!"
Por mais fictício que seja o texto acima leva as pessoas a refletirem e em alguns casos a aceitarem tais afirmações como verdade. Se se trata somente de diversão, porque tanto fervor em transmitir tais mensagens? Porque um ataque tão veemente ao Cristianismo e seus valores? Outras religiões são citadas no livro, mas nenhuma de forma tão agressiva. Veja o exemplo da página 73:
“Venha descobrir a verdade do cristianismo
“Chato, irrelevante e falso?”
Menção de suicídio e incitação à violência. Na página 70 há um bilhete de suicídio de uma criança e na página 295 há a descrição de um “Sicário” (servos de uma casta de Demônios muito poderosa) cuja finalidade é matar e destruir os inimigos de seu “senhor” segundo o livro “sua função é atirar bem na cara do oponente ou espancar um ocultista intrometido  até a morte com um cano de chumbo”. Existem outras passagens do livro com referências à violência, assim como imagens carregadas de violência, sensualidade e símbolos ocultistas. O próprio pentagrama está presente em todas as páginas do livro, inclusive na capa. Aí alguém diz: mas não é o pentagrama invertido. Sim o pentagrama invertido (cabeça de bode) é um símbolo satânista, clara oposição ao Cordeiro que é Cristo. O pentagrama “normal” com as duas pontas viradas para baixo é símbolo do homem, também muito usado pelos exotéricos com os mais variados significados, desde o homem universal, até o controle dos elementos pelo homem. E de qualquer forma, dado o conteúdo do livro, independente da posição do pentagrama a associação é praticamente inconsciente.
Outra coisa importante, todos nós sabemos que uma das características do nosso hobbie é incentivar os jogadores a buscar mais informações sobre os cenários e os temas abordados no jogo. Bom as constantes referências ao ocultismo e à demonologia podem induzir os jogadores a se embrenharem em um caminho perigo e em muitos casos sem volta. É impressionante a riqueza de detalhes, quando o livro trata das disciplinas, rituais e castas dos demônios, citando nomes que podem muito bem ser de entidades espirituais reais, embora o livro afirme que são fictícios (de onde vem a inspiração?). Há inúmeras menções a invocações ou evocações, pactos e submissão ou serventia a  demônios.  
Agora o pior de tudo. Na página 250 o livro chega ao ponto de sugerir que um pacto com um demônio tem que ser feito através da interpretação (entenda-se pronúncia em voz alta). Sim faça isso e você estará literalmente se entregando de forma voluntária a Satanás. Diversão garantida e a sua passagem para o inferno também.
“Apesar de as regras e sistemas das oferendas de fé serem simples, não é fácil preparar alguém para se tornar uma fonte. Selar um pacto é um ato perigoso e solene, e os demônios precisam se esforçar para encontrar mortais que valham a pena. É algo que só se pode fazer com a interpretação , e não por meio das regras.”
Por fim o convite final, na contra capa “Desafiem o céu” Torne-se um rebelde assim como Lúcifer e seus anjos caídos e seja lançado juntamente com eles no lago de fogo.
4ª capa do livro Demônio: A queda e o convite a desafiar o Céu.
Aos irmãos em Cristo:
Se você é Cristão e joga RPG, afaste-se deste título. Siga a recomendação do apóstolo Paulo em 1ª Tessalonicensses 5: 17 - 23
"Orai sem cessar.Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.Não extingais o Espírito.Não desprezeis as profecias.Examinai tudo. Retende o bem.Abstende-vos de toda a aparência do mal.E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo."
Se você já jogou, ore a Deus e peça perdão por ter se envolvido com tal material e renuncie a qualquer pacto que você tenha feito, mesmo que por brincadeira. Se entregue novamente a Jesus.
Aos amigos RPGistas:
Enquanto livros como este forem publicados e vendidos, não teremos como restaurar a imagem manchada do nosso hobbie e nem evitar que o RPG seja associado a crimes e ao Diabo.
Até que ponto para ser bom ou divertido (se é que um livro com temática tão pesada pode gerar diversão) um RPG precisa se aprofundar tanto em ocultismo e outros assuntos das Trevas. Fuja do “World of Darkness” e RPGs do tipo. Cristo te ama e quer o melhor para sua vida. Porque então arriscar sua alma e pagar para ver se o inferno é real ou não.


João 10 : 10

"O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância."


Oro para que este post traga luz às trevas e cumpra o propósito de Deus quando a colocou em meu coração.

Que Deus abençoe a todos.


54 comentários:

  1. Você tem toda razão ao afirmar o conteúdo terrível desse jogo sinceramente jogos como esse nos levam a ter certeza que nada no mundo está livre da grande conspiração satânica!

    ResponderExcluir
  2. meu amigo vc teve a ideia errada do livro...
    eu entendo as suas crenças, mais isso nao eh motivo pra vc falar mau de um rpg tao bom...
    :/ eu sei q esse site eh cristao e talz, mas...
    bem...nao se ofenda com meu comentario, pq essa nao foi a intençao.

    ResponderExcluir
  3. @ Anônimo - Sem crise, este espaço é para isto mesmo.
    Quanto ao livro, vou repetir aqui uma parte da resposta que dei a um comentário em outro post sobre o assunto.
    " Crítico este livro justamente porque penso que o RPG não precisa de títulos como este, que só dão margem para que pessoas desinformadas distorçam ainda mais a imagem do nosso hobbie. Citações feitas no livro tais como as que estão abaixo, são desnecessárias e causam desconforto e polêmica, chamando atenção de forma negativa para o RPG.

    "Deus pode ter dado as costas ao mundo, mas o peso de sua terrível influência ainda persiste. ... Deus está MORTO! Deus era uma MENTIRA!Venha e descubra a VERDADE nas antigas tradições!” (pág. 75)
    “Venha descobrir a verdade do cristianismo “Chato, irrelevante e falso?” (pág. 73)
    Pode ser que isto não signifique nada para você, mas para a maioria dos cristãos isto é uma afronta. É o mesmo que um homem pegar uma réplica de uma arma e apontar para uma viatura da polícia. Os policiais não vão querer saber se a arma é falsa ou se o homem está brincando."
    A Biblia diz em 1ª Corintios 10:23

    "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam."

    Este jogo é uma coisa que, pelo menos para nós Cristãos, não convém e não edifica.
    Obrigado pelo seu comentário
    Que Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até agora esse foi o melhor comentário, sem ofensas ou
      informações distorcidas.
      Parabéns pelo comentário

      Excluir
    2. Meus caros colegas, isso é apenas um jogo como qualquer outro, as pessoas que se corrompem com um jogo desse estão sendo é ajudadas pois se com um jogo não aguentam manter a fé no que acreditam na realidade sofreriam mais ao descobrirem os segredos do mundo com o passar do tempo, um jogo ficticio quem não tem nessecidade de ser discutido, pois é um jogo, não levem em conta nada que o livro ou as historias citam, por favor jente deixem de infantilidade, pessoas que discutem por isso são imaturas e tem a mente no mundo da lua!!!

      Excluir
    3. Na verdade na questão ''não aguentam manter a fé'' eu posso lhe afirmar que se afastar disto é manter a fé. Sou seminarista, e mesmo assim confio no post, mesmo que o postador seja de outra religião, todos acreditamos em Jesus Salvador. Deus nos deu livre-arbítrio sobre nós mesmos, corpo e alma. O controle do corpo é mais difícil devido à este mundo atribulado em que vivemos, mas o controle da alma é pleno, e as atitudes tomadas pelo corpo influenciam diretamente na alma. Sendo assim, jogar estes jogos matam a alma, ou seja, matam ou Espírito. À partir do momento em que se mata o espírito, não há mais volta, seu livre-arbítrio te afastou de Deus, e nem Deus pode voltar a se aproximar de você quando você se entrega ao diabo

      Excluir
  4. Toda repressão moralista (de Deus, por exemplo) gera seus próprios demônios a partir de almas que de outra sorte seriam sãs, naturalmente livres.

    ResponderExcluir
  5. Discordo, em que pé estaria a humanidade se não fossem os preceitos morais estabelecidos por Deus?
    Se com eles o mundo já está em adiantado processo autodestrutivo, sem eles talvez a humanidade já não existisse.
    O "Faze o que tu queres será o todo da Lei." de Aleister Crowley gera pessoas egoístas que buscam seus próprios interesses acima do bem estar de seu próximo e elimina a responsabilidade dos homens frente aos seus atos.
    "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." João 8:32
    Sou livre a ponto de não ser escravo de minha própria liberdade. Tenho a opção de servir apesar da minha liberdade.
    Que Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Discordo que os preceitos morais tenham sido estabelecidos por Deus em pessoa, mas concordo com a contribuição da Igreja Católica para manter viva a civilização de moral cristã contra as marés bárbaras que assolaram a Europa na Idade Média.

      E se o mundo não tivesse desenvolvido a moral cristã ou a tivesse perdido, ainda haveria outras religiões de outros povos, inclusive ignorantes de Deus, com preceitos muito semelhantes.

      E essa tradução da filosofia de vida de Aleister Crowley está errada, mais correto seria "Faze o que é de tua vontade há de ser o todo da Lei" conjugado com "O amor é a Lei, amor sob vontade", ou seja, vontade e amor devem ser uma coisa só para que se exerça essa liberdade que, portanto, é condicional.

      E a ideologia de Crowley não é a responsável pelas gerações de pessoas egocêntricas e irresponsáveis, e sim a "nova" psicologia (contrária às práticas tradicionais de Tommy Jordan) que proibiu a autoridade dos pais de castigarem seus filhos, ao mesmo tempo que incentivou-os a agradarem-nos com presentes que não puderam ter quando eram criança e a tomarem todas suas dores, soltando no mundo pessoas mimadas e completamente despreparadas para a vida real.

      E ainda bem que existem jogos como Demônio: A Queda e Kult que, com seu abuso da licença poética e da liberdade artística literária de brincar com o que seria sagrado, podem nos fazer questionar nossos dogmas e ajudar a nos libertarmos da Ditadura do Sobrenatural.

      Excluir
    2. Rafael, obrigado pelo seu comentário.Apesar de não concordar com todos os seus argumentos, eles são sempre inteligentes e sábios. É bom argumentar com pessoas coerentes, que não usam ironia e ofensas para forçar seu ponto de vista.
      Independente da fé, toda pessoa tem gravado em sua essência os preceitos morais e discernimento do bem e do mal, estes podem ser "potencializados" ou "atenuados" dependendo da cultura, das circunstâncias e do ambiente em que a pessoa for criada. Por isso mesmo existem povos que ignoram a existência de Deus mas tem em seu código moral valores semelhantes aos da bíblia. Quem equipou o ser humano com esta capacidade é a verdadeira questão. Ora, para nós cristãos isto é obra de Deus, mas não há uma base cientifica ou filosófica para apoiar isto, pois nossa base é a fé, que pode ser definida de acordo com o apóstolo Paulo: "Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. Hebreus 11:1".
      Pela fé também cremos que há um propósito de Deus para tudo o que ocorre, sendo assim, ainda que a moral cristã não houvesse se desenvolvido, ou se tivesse sido perdida, Deus haveria de prover uma outra forma de manter seus valores e preceitos, até mesmo através de outros povos.
      Com relação a Crowley, desculpe mas não vi alteração de significado entre a sua tradução e a que eu citei (Faze o que tu queres ou Faze o que é da tua vontade)acredito que talvez uma má interpretação desta frase aliada à "nova" psicologia, (aqui sim eu concordo com você), está criando uma geração egoísta, mimada e sem limites, que não tem respeito por nada e nem ninguém.
      Quanto à "Ditadura do Sobrenatural", assim como existem leis que regem o mundo físico, das quais ninguém está livre, existem também leis que regem o sobrenatural e das quais ninguém está livre, quer creia ou não nelas.
      Mas como eu disse, é tudo uma questão de fé.
      Que Deus o abençoe

      Excluir
  6. Vou deixar uma coisa bem clara, estamos discutindo palavras de um discurso feito por um demônio, logo TODAS as coisas que ele afirmar serão TODAS do ponto de vista do demônio, por tanto, estamos diante de um fato básico e fundamental de todas as leis do universo. Ação - alcançado pelos autores do jogo em fazer TODOS discutirem os teores "polêmicos" que faz do jogo um sistema para pessoas maduras - e Reação - que seria a tarefa bárbara de tentar explicar ou mesmo rotular TODAS as coisas que o jogo descreve. Pessoal, TODO o jogo é do ponto de vista dos Demônios e não de anjos, afinal o título do jogo é Demônio: A Queda. Parabéns pelo dono do blog em fazer do jogo uma miríade de momentos "frasíacos" bíblicos, isso é muito lindo e ainda nos faz lembrar que existem coisas melhores para ler como a Bíblia, mas uma coisa disso tudo é certa. É baboseira discutir sobre um jogo que pode assumir muitas facetas, além, do mais é muito fácil lubridar todos esses argumentos se o narrador simplesmente fizer os jogadores criarem demônios da facção dos Reconciliadores cuja filosofia é, de uma maneira mais trivial porém verdadeira, próxima daquilo que você chama de cristão. Essa é minha opinião e não espero nada depois disso. Agora me dão licença que tenho um jogo de narrativa de GLÓRIA INFERNAL pra narrar pra galera!!!

    ResponderExcluir
  7. @ Anônimo - Tive certeza de que TODO o texto do livro era feito a partir do ponto de vista de um demônio, isto é bem claro em TODO o livro, alías na minha opinião, claro até demais. TODAS as citações a Deus e ao Cristianismo feitas no livro são claramente desrespeitosas, ofensivas e desnecessárias.E não venha com aquela história de "é só um jogo, uma brincadeira". Ou você não fica ofendido quando falam mal do RPG? Ainda que seja de "brincadeira".
    Além disso como já disse no post, um hobby que já é tão estigmatizado e rotulado como jogo do demônio, não precisa deste tipo de material para piorar a sua imagem.
    E mais o jogo é sim altamente prejudicial e maléfico pois promove a inversão de valores, dissemina ideias errôneas a respeito de Deus e dos próprios demônios e causa um comprometimento espiritual que pode levar, nó mínimo, à apostasia (abandono da fé), abrindo brechas para possessão demoníaca real. Sim, os demônios existem e não estão brincando.
    Por isso volto a repetir, aqueles que temem a Deus, ainda que não sejam "crentes", afastem-se deste jogo.
    Uma última informação. Aos demônios não é facultada qualquer possibilidade de arrependimento ou redenção, eles estão condenados definitivamente e por isso não têm nada a perder.
    Não pague para ver, o preço é alto.
    Minha oração é para que Deus abra seus olhos e te abençoe.

    ResponderExcluir
  8. Eu gosto de você expor a sua opinião cristã desse RPG. Mas na minha opinião (na minha opinião), jogos como esse devem existir. A sociedade de uma maneira geral que está desacostumada a conviver com o diferente, assim não só com RPGs que tratam de demônios, como tudo que não é convencional, seja bom ou ruim. Eu fico muito **** com o fato do RPG ser associado com crimes, mas ser associado com o Diabo ou não, isso não faz diferença. As pessoas não vão interferir em nada na minha vida e meus conceitos morais não ligam em jogar um jogo sobre demônios. Você achar os comentários sobre o cristianismo no livro desrespeitosos é uma coisa. Um jogador de demônio achar o que você acha desrespeitoso é básicamente a mesma coisa (Claro que eu não estou comparando um jogo com uma religião, mas o pensamento lógico-filosófico me leva a considerar uma certa equivalência). Me desculpe se eu o ofendi em algum momento, essa não era a intenção, mas essa é a minha opinião.

    ResponderExcluir
  9. Kamei.
    Obrigado pelo seu comentário.
    Infelizmente tive que editá-lo devido a um palavrão existente no 3º parágrafo (desculpe, mas é uma regra deste blog) mas você vai perceber que fora isso não alterei mais nada, seu comentário está publicado na integra (com exceção de 4 letras).
    Mas agora vamos às respostas.
    A sociedade não está acostumada com o que não é convencional. Isto é fato, mas como já disse mais acima como estaria nossa sociedade se não fossem os preceitos morais estabelecidos por Deus, e se as pessoas não se levantassem para denunciar e combater todo o mal que a mente corrompida de algumas pessoas é capaz de criar.
    O mundo está no pé em que está por causa desta inversão de valores que vem sendo pregada em todo lugar. O "Lado negro da Força" está seduzindo cada vez mais pessoas. Porém no mundo real esta é uma viagem sem volta. Pessoas com suas vidas arruinadas porque acham que podem fazer o que querem e não vão enfrentar as consequências de seus atos.
    Quanto ao RPG ser associado a crimes, tenho uma má notícia a todos nós RPGistas, enquanto o RPG continuar sendo considerado o jogo do Diabo, essa associação vai continuar a ser feita toda vez que um livro de RPG for encontrado nas mãos de um psicopata ou na cena de um crime.
    Desculpe mas "Um jogador de demônio achar o que você acha desrespeitoso" não é basicamente a mesma coisa. Ao ofender o Cristianismo (ainda que de brincadeira) o livro ofende não a religião Cristã, mas tudo aquilo que ela representa, ou seja Deus, Jesus Cristo e o Espirito Santo e isso não é e não deve ser motivo de brincadeira. Sou evangélico e não acredito nos Santos Católicos, mas jamais desrespeitei qualquer um deles. Já com relação ao artigo volto a repetir me mostre onde faltei com o respeito a qualquer RPGista ou jogador de Demônio a Queda e eu retifico meu erro.
    Por último. Não sei no que você crê, mas apesar de achar que isso não influencia sua vida, você não tem a menor ideia de com o que está brincando. Volto a Dizer os demônios são reais e não estão jogando. Não pague para ver se o que eu digo é verdade ou não. O preço é alto.
    Que Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
  10. Então para uma coisa ser boa a sociedade tem que estar acostumada?
    Pelo contrário, os valores sociais que deixaram a sociedade de cabeça para baixo, eles nunca funcionaram. Ou estou errada? Me diga um momento sequer.
    Acho que do mesmo modo que pessoas tem direito de seguir a Deus, outras devem ter de seguir o Diabo. Deus mandava matar mulheres apedrejadas, leia a sua bíblia, ela conta isso. Deus é tão bom assim?

    ResponderExcluir
  11. @Anônimo (a) Você tem razão, o fato de a sociedade estar acostumada com algo não significa que isso seja bom. A sociedade atual está habituada à imoralidade e esta com certeza não é boa. E sim os valores sociais corrompidos pela natureza humana contaminada pelo pecado deixam a sociedade de cabeça para baixo.
    Por isso Deus imprimiu no coração do homem os Seus preceitos e valores, para que fossem seguidos. O problema é que o homem se afastou de Deus e descartou estes conceitos e valores e adotou os valores corrompidos e distorcidos que Satanás tem empurrado goela abaixo para a sociedade.
    Jesus disse: O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. (João 10:10)
    Outro texto diz: Portanto o meu povo será levado cativo, por falta de entendimento; e os seus nobres terão fome, e a sua multidão se secará de sede. (Isaías 5:13) e ainda Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; (1 Pedro 5:8)
    É, a lei Mosaica realmente ordena que não só as mulheres, mas também os homens que infringissem determinadas leis (ou seja, não eram inocentes) fossem apedrejados, mas isso foi no antigo testamento que vivia sob o peso da lei. Hoje vivemos na era da Graça, já não estamos mais sob o peso da lei, graças ao Sacrifício redentor de Jesus Cristo na cruz.
    Sim, as pessoas têm a liberdade de seguir a Deus ou ao Diabo, mas têm o direito de saber também que serão responsabilizadas por essas escolhas e arcarão com as respectivas conseqüências.
    E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. (João 8:32)
    Quanto a Deus ser tão bom assim? Qual o seu conceito de bondade? Se o seu conceito de bondade significa não corrigir os erros e atender a todos os caprichos e vontades das pessoas , Deus não é bom. Mas o meu Deus tem sido bom para mim e acima de tudo justo. Bondade não significa compactuar, apoiar e aceitar tudo indiscriminadamente, isto é tolice. Quem ama corrige, exorta e alerta.
    Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3:16)
    Será que o diabo faria tal sacrifício?
    Como você mesma disse, você é livre para escolher entre Deus, que é em si mesmo o amor, ou o diabo que é o pai da mentira. O máximo que posso fazer é orar a Deus para que você tome a decisão correta.
    Que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  12. Olá RPGístas! Olá, Alê!

    Gostei do post, e apreciei especialmente as discussões que dele surgiram – muito esclarecedoras as opiniões e posições dos leitores e do autor (Ale), este último manifestando de forma muito precisa sua opinião muitíssimo bem fundamentada na Palavra e conceitos de Fé – parabéns!

    Como os fundamentos cristãos tão bem fundamentados, pouco se precisa falar a mais sobre isso. Ainda assim, quis deixar aqui meu posicionamento sobre os comentários expostos (alguns de certa forma revoltosos) – mesmos que os comentaristas em si pouco provavelmente voltem para ler as respostas.

    Foi dito que “Toda repressão moralista (de Deus, por exemplo) gera seus próprios demônios a partir de almas que de outra sorte seriam sãs, naturalmente livres.”. Ora, me parece aqui que a linguagem a se referir aos demônios foi mais metafórica (quanto a limitações comportamentais e temores internos) que pessoal (como seres realmente com personalidade e vontade). Ainda que eu discorde desta visão (demônios existem de forma pessoal!), vou adotar a sua para argumentar em seus termos. Ora, se as “cercas morais” (ao meu ver, apenas outra forma de dizer “repressão moralista”) formadas por qualquer fonte tornar enferma a alma humana, diremos então que não há absolutos de bem e mal. Tendo por base a falta de absolutismo, podemos tomar por argumento a possibilidade de um assassinato, por exemplo, ser correto aos olhos de certo alguém, e nem por isto ser mal (não há absolutos, lembra?). Pode até ser que em argumentação os adeptos deste ponto de vista digam um vigoroso “sim, é isso mesmo”... creio, contudo, que esta firmeza de opinião rapidamente mudaria ao cruzar com tal indivíduo que pensa poder fazer o que quiser com sua vida ou de seus familiares. Esta argumentação vale para outros tantos comentários que aqui encontrei, como , etc.

    Quanto aqueles que defenderam o jogo, e não a idéia, este posso compreender melhor o ponto de vista sem tanta indignação, ainda que discordante. A estes, digo apenas o que passei em meu tempo de RPG sem o cristianismo verdadeiro – de fato, as palavras do Ele soam em minha história, quando declara que “Bom as constantes referências ao ocultismo e à demonologia podem induzir os jogadores a se embrenharem em um caminho perigo e em muitos casos sem volta.”. Muito estudei e meditei a respeito de assuntos que li inicialmente como lazer, e acabei por elaborar teorias de possibilidades de tudo aquilo (ou parte) se real, visto que fazia muito sentido. Mais uma vez, absolutos são necessários para distinguir os dois. Se estes absolutos existem (ao meu ver, precisam existir) não podemos construir muitos “meio termos”, ou a idéia de absolutos cairia. Sem os meio-termos, vejo pouca saída senão excluir de nossas vidas toda fonte que fugir de um absoluto moral (nem me refiro a religião, apenas) minimamente aceitável para a manutenção da vida humana como conhecemos – sem esta posição (caminho para o qual a sociedade parece teimar em seguir), fatalmente caminhamos para a perda da coesão de relacionamentos, e de tudo o que julgamos bom.

    Pense, o que você pode julgar irrelevante pode ser um cordão umbilical para algo que em sua vida é indispensável... e que catástrofe um corte deste cordão não poderia gerar?! Se após estas considerações você conseguir dizer honestamente que jogar este jogo (ou fazer qualquer outra coisa que queira incluir em sua vida) em nada implicaria, então mais nada terei a dizer...

    Desejando a todos a Paz do Senhor,
    Elton

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ora, Elton, não me venha com esse velho papo de que só há moralidade e bondade se houver Deus.
      As crianças, antes mesmo de falarem e de saberem que Deus existe, dão valor à Vida e demonstram uma sabedoria inata que tem muito Sentido.
      Eu tenho um filho pequeno, criado com muito amor, e percebo que ele só age com violência ou com crueldade (brincando de nos bater com algum objeto, por exemplo), quando recebe um mal exemplo e é incentivado (quando riem do que ele faz, por exemplo). Nesse sentido eu concordo que é como se a ele estivesse sendo concedida "legalidade" para agir conforme o mal (personificado ou não como Satanás).

      Moral é tudo que uma sociedade costuma praticar conforme os princípios do que considera bom. Sim, há sociedades que consideram certo o assassinato, por isso instituem a pena de morte, o que não é o caso da vida civil brasileira. Mas mesmo os povos outrora considerados "bárbaros" nunca chegaram a matar indiscriminadamente, pois a Vida sempre será um valor socialmente importante e quando se fala em Moral está sim se falando em convenções sociais e tradições, mas a Lei Natural, proveniente de nossos organismos e traduzida e diluída em nossa linguagem oferece esteios suficientes para que não "passemos da conta", independentemente de dizermos que essa Lei Natural vem de um Deus personificado ou do consenso de nossos legisladores constitucionais.

      Respeito a Bíblia por ser um manuscrito de sabedoria milenar, assim como respeito igualmente outras mitologias pelo mesmo motivo, mas penso que por mais que ela tenha razão, os ancestrais de outros povos também tiveram razão, mas a Verdade sempre foi maior do que qualquer razão parcial.

      Sim, estou concordando que Demônio: A Queda pode servir como um péssimo exemplo para a conduta de seus jogadores durante e depois do jogo, mas o que compreendo ao ler 1 Coríntios 6:12 é que qualquer atividade pode ser edificante, inclusive uma partida de Demônios: A Queda, se seus participantes estiverem cientes das metáforas apresentadas e o Narrador direcionar a ficção no sentido de um bem maior. Por isso continuo afirmando que proibir (reprimir) sem dar nenhuma opção é o que gera os verdadeiros demônios.

      O post seria muito melhor se, em vez de dizer para evitar o jogo a todo custo, ensinasse como é possível edificar a Palavra até com jogos desse naipe. Vamos, boto fé que vocês cristãos são capazes algo assim.

      Excluir
  13. Muito bem comentado Elton.
    Obrigado pelo apoio.
    Que Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
  14. Eu acho que emburreci um pouco lendo tanta besteira baseana na ignorância de pessoas que se acham donas da verdade universal e absoluta...

    ResponderExcluir
  15. É incrível como a maioria as pessoas que faz comentários deste tipo não assume o que faz e se esconde atrás do anonimato.
    Em resposta ao seu comentário extremamente "inteligente" (como RPGista acho que você é capaz de um comentário melhor.) só tenho duas coisas a escrever, pois quero crer que você foi capaz de ler todos os comentários.
    1 Coríntios 2:14
    Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
    João 8:32
    E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
    Que Deus te abençoe

    ResponderExcluir
  16. Acho que você deveria refletir um pouco essas suas comparações de jogos , com religião
    religião é algo espiritual pessoal , nada tem a haver com nenhum tipo de jogo ou literatura ou filmes em geral sao esses tipos de comentários que levam as pessoas a desconsiderarem as opiniões dos evangélicos ( extremista demais ) e a taxa-los como ignorantes ...
    Aprenda a diferenciar as coisas ok.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Mr Smith (anonimo, mais um)quero deixar claro que não estou "comparando" jogos com religião, até porque não existe como compará-los. O que estou fazendo aqui é expondo as implicações espirituais de se jogar tal jogo, inclusive simulando pacto com demônios, inversão de valores e outros contidos no livro. As ofensas ao Cristianismo contidas no livro são claras e como ja falei desnecessárias para o contexto do livro.
      Não sou extremista, se assim o fosse não teria um blog que fala sobre RPG. Aliás sou RPGista e não gosto quando dizem que RPG é coisa do Demônio, porém como mostrar o contrário com tanta gente apoiando um livro cujo conteúdo é pura apologia aos demônios.
      Você tem razão quando diz que Religião é algo espiritual e pessoal, é por isso que rejeito este livro, pois ele vai contra o que acredito e o considero prejudicial à minha espiritualidade. Como o apóstolo Paulo diz:
      "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam." 1 Coríntios 10:23
      Somos taxados de ignorantes pois não somos coniventes com o que está errado e não aceitamos aquilo que a mídia quer nos enfiar goela abaixo. Não nos escondemos atrás do anonimato e acatamos tudo que alguém diz que é o melhor e não somos escravos da "liberdade" do Mr. Crowley.
      Se você acha que não tem nenhum problema neste jogo, você é livre para continuar jogando, mas eu não arrisco a minha salvação por um jogo. Prefiro não pagar para ver.

      Excluir
  17. O mundo das trevas em si possui uma ambientação própria, onde a história humana foi afetada pela participação de criaturas sobrenaturais (magos, vampiros, lobisomens, fadas, demônios, aparições, etc). Por isto, a realidade atual no MdT possui características alternativas a nossa realidade, apresentadas de maneira sutil. Tendo isto em mente e as advertências contidas em TODOS os livros de Storyteller, cabe a cada um saber discernir o que é real e não, e entender que o ambiente do jogo é totalmente único para seus propósitos. Dizer que este título enfraquece o espírito e deturpa crenças é o equivalente a assumir fraqueza espiritual e falta de maturidade para discernir - fora o fato de não se ter compreendido as advertências.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cabuk, entendo a questão da ambientação e da temática do MdT ou WoD como alguns preferem. Sei perfeitamente que trata-se de um universo ficcional, irreal e como tal deve ser considerado.
      O que questiono neste post é: 1° as ofensas claras feitas a Deus e ao Cristianismo, são desnecessárias ao contexto do livro pois estão implícitas em sua temática. O livro não critica outras religiões e seus ataques ao cristianismo e a Deus são claros e pejorativas (volto a dizer, desnecessários, conheço outros livros que abordam o mesmo tema mas não fazem qualquer referência ao Cristianismo, sejam boas ou más).
      2° Falta de maturidade, nós dois sabemos que este tipo de material frequentemente vai parar nas mãos de alguém que não tem a mesma maturidade que eu e você temos.
      3° Fraqueza Espiritual é um estado inerente a todo ser humano desde o pecado original (Adão e Eva). Por isso o plano de Deus para a restauração da condição espiritual original do homem foi realizado em Jesus Cristo. Assumir essa fraqueza é essencial para a Cristã.
      4° Outro fator que comento no post, e não espero que entenda, é a questão do comprometimento espiritual através da legalidade. Isto é quando simulo, ainda que de brincadeira, estou dando direito para que Satanás atue de forma negativa em minha vida.
      Se você crê que isto não vai acontecer com você, continue a jogar sem culpa.
      Mas o meu conselho a todos que temem a Deus e creem em Jesus Cristo é: afastem-se deste jogo. Não jogue com a sua salvação, não vale a pena.
      Que Deus o abençoe.

      Excluir
  18. vc parece ser inteligente... o livro traz uma mensagem tao bonita, anjos caidos que amavam os humanos e por isso desafiaram deus, uma metafora da ordem superior e do todo certo. o livro prova que deus estava certo, por isso a atual danação e do mundo e a situação dos demonios (Outrora anjos)... é um jogo onde vc interpreta um arrependido, é belo e triste, nao entendo como vc pode ter uma visão e uma opinião tão cega e, até mesmo, burra em vários pontos. Comprei esse livro a uma semana e ja quase o devorei, a leitura é otima e o jogo muito inteligente. jogo rpg a 12 anos e sou facinado pelo Wod (que vc pede para seus amiguinhos em cristo manterem distancia! com qual autoridade? cada um é seu proprio juiz). A sua cegueira cristã é o demonio no mundo, IRMAO EM CRISTO. e SATANAS nao existe, simplesmente é um termo inventado pra simbolizar a aversao a religiao e a valorização do corpo humano. nao use o termo satanas, use lucifer... esse sim, um ser encarnado e simbolicamente/fisicamente presente no paradigma. Eu choro em ver pessoas misturando uma diversão tao saudavel (mesmo com temas pesados) à certos aspectos da vida, como religião e etc. É algo saudavel, basta que sua cabeça tambem seja. SHAME ON YOU.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yan, Seja bem vindo ao RPG Cristão.
      A resposta ficou longa, mas espero que leia até o fim.
      Concordo com você, o livro é muito bem escrito, a história intrigante e até bonita, se fosse possível realmente que um demônio se arrependesse, o que não é o caso.
      Primeiro, porque o arrependimento é uma faculdade exclusiva do ser humano, nenhuma outra criatura, na terra, no céu ou no inferno possui a capacidade de arrepender-se.
      Segundo, Satanás (Lúcifer, Diabo, Serpente, Dragão, Capeta, ou qualquer outro nome que você preferir) não amou a humanidade, ele ambicionava ser igual a Deus, mas sendo incapaz de fazer mal ao SENHOR, decidiu com seus demônios atingir a Deus corrompendo sua criação.
      Terceiro, não há possibilidade de redenção para anjos ou demônios, pois a verdadeira redenção só se alcança através de Cristo e como podemos ver no texto de Hebreus, isto é outra exclusividade humana.
      “Portanto, visto como os filhos são participantes comuns de carne e sangue, também ele (CRISTO) semelhantemente participou das mesmas coisas, para que pela morte derrotasse aquele que tinha o poder da morte, isto é, o Diabo; e livrasse todos aqueles que, com medo da morte (A HUMANIDADE), estavam por toda a vida sujeitos à escravidão. Pois, na verdade, não presta auxílio aos anjos, mas sim à descendência de Abraão. Pelo que convinha que em tudo fosse feito semelhante a seus irmãos, para se tornar um sumo sacerdote misericordioso e fiel nas coisas concernentes a Deus, a fim de fazer propiciação pelos pecados do povo. Porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados (Hb 2: 14-18).
      Quarto, jogo RPG há 18 anos e já joguei WoD durante um bom tempo. Parei quando um amigo abriu meus olhos e mostrou-me o quanto estes jogos estavam me afastando de Cristo.
      Peço e aconselho (pois não tenho autoridade para ordenar) àqueles que creem em Cristo que se mantenham afastados destes jogos, como amigo e irmão, pois me preocupo com suas vidas espirituais. Mas como você mesmo disse “cada um é seu próprio juiz” e a Bíblia confirma em Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma do pão e beba do cálice. 1 Coríntios 11:28
      Porque está escrito: Por minha vida, diz o Senhor, diante de mim se dobrará todo joelho, e toda língua louvará a Deus.
      Assim, pois, cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.
      Romanos 14:11-12
      Quanto à minha “cegueira cristã” prefiro ser um cego salvo a um iluminado condenado
      Porque a palavra da cruz é deveras loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. 1 Coríntios 1:18
      O termo IRMÃO EM CRISTO só é aplicável àqueles que partilham a mesma fé em Cristo, o que claramente não é o caso. Além disso, quando for argumentar com alguém evite o uso de ironias e ofensas, elas tiram a credibilidade do seu argumento.
      Lúcifer, Satanás, Belzebu, Diabo, Belial, Capeta, Capiroto, Cramunhão, Cão, Coisa Ruim ou qualquer outro nome que seja utilizado, não importa, são a mesma coisa, e A bíblia define como: Perdedor, Derrotado, Condenado, mentiroso e inimigo de nossas almas. A propósito o termo Lúcifer só aparece uma vez na Bíblia, contra inúmeras outras em que aparece o termo Satanás.
      Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e o amarrou por mil anos.
      Apocalipse 20:2
      Eu choro quando vejo pessoas desprezando a graça e o amor de Deus por um jogo.
      Por fim, não me envergonho (SHAME ON YOU) de minha fé e nem do meu Salvador, que é Jesus Cristo, o Rei dos reis e Senhor dos senhores.
      GOD BLESS YOU

      Excluir
    2. Graça e Paz Alê!

      Meu irmão, seguinte;Deus te abençoe mais e mais com sabedoria e discernimento das coisas sabe!?

      Muitas coisas de dimensões e conhecimentos diferentes são tratadas aqui pelo o que eu tenho visto (e podem vir coisas bem mais profundas), mas você não tem baixado a guarda ou se quer deixado passar em branco qualquer coisa!
      (creio)

      Temos o ESPÍRITO SANTO de Deus em nós que nos ajuda a discernir as coisas por nós, mas devemos sempre está a procura de informações, conhecimentos, pra puder "combater"(debater eu diria) certos tipos de pessoas que muitas vezes pela falto do conhecimento da palavra de Deus, DISTORCEM as coisas!

      Como está escrito:

      1 Coríntios, Capítulo 2, versículo 14-16:

      14-Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.
      15-Porém, o homem espiritual julga todas as coisas, mas ele mesmo não é julgado por ninguém.
      16-Pois quem conheceu a mente do Senhor, que o possa instruir?Nós, porém, temos a mente de Cristo.

      Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

      Mas é isso aí meu irmão...o mundo tá perdido(o mundo jaz do maligno), mas Deus ainda é por nós e cabe-nos ir atrás de nossos irmãos:

      Mateus Cap 28, Vers 19-20:
      Por tanto IDE, fazei discípulos em todas as nações, batizando-os em nome do PAI, do FILHO, e do ESPÍRITO SANTO. Ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ensinado. E eis que estou com VOCÊS, todos os dias até a consumação dos SÉCULOS!


      Uns vão vir por bem, outros por mal...outros não virão, rsrsrsrsr!
      Mas oremos por eles rapaz, pra que Deus tenha misericórdia, quebrantando e abrindo os olhos deles.

      " APROUVE A DEUS SALVAR OS QUE CRÊEM PELA LOUCURA DE PREGAÇÃO"

      Excluir
    3. Olha aí! Falou muito bem Daniel.
      Obrigado pelo seu comentário.

      Excluir
  19. Ola eu me chamo Bruno, jogo rpg e por acaso estou com esse livro, porem não li muito pois ele é muito extenso e eu não estou jogando ele.
    Eu não acho que esse livro seja perigoso ou anti-bíblico
    ele é apenas uma obra de ficção e deixa isso bem claro.
    Ele possui esse tema pois desperta uma grande curiosidade em todas as pessoas que já ouviram falar de demonios.
    O cenário totalmente fictício desse livro é resumidamente: um cenário onde os jogadores são demonios(anjos caídos),que precisam de um corpo humano para vir para a terra, mas ao se unirem com um humano as suas almas se juntam tornando-se uma só, misturando as memórias e emoções, isso deixa o jogo complicado pois não se sabe o que é realidade, por exemplo: se o humano em questão acreditava em fantasmas fica difícil de saber se fantasmas existem porque você mesmo faz coisas tão sobrenaturais quanto um fantasma.
    Os jogadores tem como maior objetivo descobrir a historia que não foi contada a eles sobre o que houve entre lúcifer e deus, ou seja, descobrir tudo que pode ter acontecido.
    Lembrando que todos os textos de ambientação que falam que deus abandonou a humanidade é a historia que aos jogadores foi contada depois de irem a terra
    Portanto fica a cargo do narrador direcionar a historia do jogo para um final que possa ou não discordar da bíblia, ou seja, revelar por exemplo: que no final lúcifer foi um traidor e os jogadores são apenas anjos que ao ir para terra acabaram tendo suas memórias apagadas por ele e esquecendo que sua missão era deter os seguidores de lúcifer ou o contrario.
    Espero que todos tenham compreendido meus pontos e que esse livro se trata apenas de uma ficção utilizando a bíblia apenas como base e sua discordância em relação ao livro sagrado é apenas para deixar a historia mais ampla e complexa para diversão dos jogadores.
    Muito obrigado pela oportunidade de expor MINHA OPINIÃO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruno, seja bem vindo ao RPG Cristão.
      Na verdade este argumento já foi exposto aqui em outro comentário mais acima.
      Já expliquei inúmeras vezes as implicações espirituais deste jogo, seja ele ficção ou não. Não vou nem entrar na questão sobre de onde vem a inspiração para se escrever tal livro ou a impossibilidade de redenção ou arrependimento para um demônio.
      O fato é que o livro de forma ficcional ou não faz menções ofensivas sobre Deus e a palavra de Deus é bem clara em Êxodo 20:7: "Não tomarás o nome do SENHOR teu Deus em vão; porque o SENHOR não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão."
      O que dizer então se ao usar o nome de Deus a pessoa ainda distorce sua imagem transformando-O num ser vil e falso.
      Ainda que uma pessoa não seja cristã ou não acredite em Deus, e insista que tudo que este livro diz a respeito de Deus é apenas uma brincadeira. Haverá um dia em que todos estaremos diante de Deus e esta pessoa não poderá alegar inocência diante do SENHOR, pois não só tomou Seu nome em vão, como também divulgou tais heresias (ainda que só de brincadeira).
      Jesus te ama e quer o melhor para a sua vida.
      Afaste-se deste jogo, não brinque com coisas sérias. MEU CONSELHO: Não pague para ver. É um caminho sem volta.
      Lúcifer, (Satanás, Diabo ou qualquer outro nome que quiser), sabe que está condenado e quer arrastar com ele o máximo de pessoas possível para o inferno. Mas Deus nos prova seu amor sacrificando seu único filho, Jesus Cristo, para pagar uma dívida que era nossa. Pela lei estaríamos todos condenados, mas pela graça (favor imerecido)e pela misericórdia (não recebermos o castigo que merecemos) em Cristo Jesus somos justificados e feitos filhos de Deus.
      Que Deus te abençoe.

      Excluir
  20. Velho na boa...
    Se MATA, isso é apenas um Jogo!
    Para de Viajar!
    Kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Velho na boa...
      Jesus te ama.
      Se você acha que não tem nada de mais, isso é problema seu com Deus. Ninguém é obrigado a concordar com tudo que eu escrevo.
      E não, não vou me matar, tenho coisa melhor para fazer. Se Cristo é uma viagem, é a melhor que já fiz em toda a minha vida.
      A propósito! Obrigado pela propaganda no Face.
      kkkkkkkkkkkk
      Que Deus o abençoe.

      Excluir
  21. olha a moral espiritual e mto relativa e faz total sentido para vcs cristãos, mas não deve ser estendido como imposição na forma de pecado a quem não concorda ou acredita nela

    a Suecia por exemplo

    melhor IDH do planeta
    o 1º na lista países menos violento
    e com menores indices e tolerancia a corrupção

    é formado por ateus (80%)
    os maiores indices de mortes são por acidentes domesticos seguido por suicidios.


    Olha eu jogo o RPG demonio, mas queria parabenizar o blog por lidar com o assunto de maneira "particular", de cristãos para cristãos e no meu ver sem esse fanatismo
    religioso que é comum por ai... (pelo menos no post principal, porque eu n li os comentários)


    parabens e bom jogo a todos


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maikon, seja bem vindo ao RPG Cristão.
      Obrigado pelo seu comentário, muito pertinente aliás.
      Você tem razão, a fé e seus conceitos não devem ser uma coisa imposta, cada um é livre para crer no que quiser, até mesmo na não existência de Deus.
      Respeito essa liberdade, embora a reciproca nem sempre seja verdadeira. Da mesma forma que existem Cristãos (principalmente evangélicos) que discriminam e taxam os RPGistas, existem muitos "Jogadores de RPG" que discriminam e taxam os "Crentes".
      O fato é: não criei este blog para dizer o que é ou não pecado, (não tenho esta capacidade e nem poder para tal)pois o próprio conceito de pecado é muito subjetivo, excetuando-se aqueles que são claramente citados na Bíblia. Criei este blog para ajudar a desmistificar o RPG junto aos evangélicos e apresentar alternativas àqueles que curtem RPG mas não querem se envolver com jogos tão pesados como este por conhecerem os "riscos espirituais" que ele envolve, mas não espero que pessoas que possuem outra fé entendam ou aceitem estes riscos.
      Como já falei, cada um é livre para crer e concordar ou não com o que quiser, tenho o direito de expor minhas ideias e opiniões, mas não posso impô-las a ninguém.
      Por fim escrevi este artigo pois considero que sendo o RPG um jogo já tão estigmatizado, títulos como este mais atrapalham do que ajudam a imagem do nosso hobbie.
      Que Deus o abençoe.

      Excluir
  22. Um pouco atrasado mas vou expor aqui minha opinião.

    Primeiro, isso não é um ataque ao cristianismo.O livro é feito para um grupo seleto que se interessa por isso.Ele não tem nenhuma intenção de forçar a ideia sobre aqueles que não a suportam.

    Segundo, a perspectiva de Deus como vilão é algo novo e interessante.Para alguns isso de fato é inaceitável, mas no mundo em que "Demônio:A queda" se passa, as coisas vão muito além de bem e mal.O mundo é um lugar muito mais sombrio e violento que o nosso onde todos tem seus interesses egoístas com poucas preocupações de moralidade, o que nós temos é um mundo cinza tendendo para o negro, mas sem preto ou branco.Então nada mais natural que nesse mundo Deus não ser simplesmente um cara legal sem nenhum defeito.

    Terceiro, a questão de interpretar para que o demônio faça o pacto.ACHO que se referia ao personagem, e não ao jogador.É muito importante que o jogador interprete um personagem que possa despertar o interesse do tal demônio.É mais interessante que ele interprete o personagem como uma pessoa obstinada e de personalidade forte ao invés de colocar as bolinhas e esperar que o resto se resolva sozinho.

    Quarto, para deixar nosso cenário melhor nós pesquisamos o material no qual ele é baseado.Isso é natural do RPG.
    E você disse que isso pode levar os jogadores a pesquisar o que não devem.....não tem o que discutir nisso.Só se pode pedir para que eles criem suas próprias histórias ao invés de se meter onde não devem.


    PS:Honestamente quando eu vi RPG cristão eu quase morri de rir>.Mas lendo o texto eu tive de reconhecer que você levantou pontos válidos, mesmo eu discordando de alguns deles.

    ResponderExcluir
  23. raramente comento algo na net, mas vou faze-lo agora.
    gostei muito do blog, parabens!!!

    ResponderExcluir
  24. Um ponto que preciso comentar, a editora Daemon (a palavra Daemon não é de origem demoniaca a principio tenho um Netbook chamado Rpg e evangelismo que esclarece melhor), mas o dono da editora também deixa isso a pensar e foi isso que me distâncio da mesma, não quero comprar produtos que transformam o Diabo em herói e Deus em vilão, o mundo de hoje tem uma imagem ridicula Anti-Deus, quem conhece a Daemon editora pegue apenas os netbooks inofensivos, os de caratér herege esses deixem cair no esquecimento (do mesmo modo que a editora se encontra hoje), não comprem produtos delas, os boicotem.

    ResponderExcluir
  25. Acabei de conhecer o rpgcristao e fiquei fascinado com a qualidade do material postado e o nível das discussões aqui desenvolvidas (com exceção, é claro, dos covardes anônimos que só fazem comentários arrogantes e totalmente descartáveis). Sou cristão e rpgista aposentado ( =P ), embora esteja me preparando pra voltar a mestrar (daí a curiosidade em pesquisar sobre rpgs, o que acabou me trazendo até aqui).

    Concordo com o seu post. Realmente, não vale à pena investir nosso tempo e recursos (mesmo que seja por diversão) em um jogo que, de forma fictícia ou não, exalta doutrinas e práticas que só fazem mal à nossa saúde espiritual e até mental, e ainda denigrem a imagem do nosso hobbie predileto.

    Parabéns pelo post e pelo blog, Alê. Ganhou mais um leitor assíduo! o/

    ResponderExcluir
  26. Esse realmente nao eh um jogo voltado para pessoas que acreditam no cristianismo ^^
    Mas seria dificil fazer um jogo dramatico (que sao sempre os temas da white wolf) de anjos e demonios. Voce temq ue entender que o livro fala um ponto de vista dos anjos caidos. É possivel tirar 2 interpretacoes do livro:
    1- deus eh um fdp. OU;
    2- os anjos q cairam nao tiveram fe suficiente para acreditar no deus bondoso que sempre sabe oq faz e foram abandonados por ele. Tanto que existem mto anjos/demonios que buscam redencaod e deus.

    O livro eh mto bacana se voce ler ele direitinho e imaginar que a maioria deles eh narrado pelos anjos caidos. A historia sempre tem o outro lado, que permanece um misterio. Quando falam que deus morreu, eh pq ele cortou contato com os caidos. Isso depende mto do rumo que o narrador queira toma. Ele seguir uma linha de raciocinio de um bom deus e levar os personagem demoniacos dos jogadores a serem perdoados por deus e inclusos novamente nos planos divinos num final epico.

    Mas novamente o drama do jogo esta na duvida de acreditar cegamente no senhor ou nao.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, vamos lá.
      Primeiramente obrigado pelo seu comentário.
      Em segundo este argumento de que o livro foi escrito sob a ótica dos demônios já foi usado aqui por outros e também já foi rebatido, por isso não vou perder tempo com isso. Aliás quase todos os seus argumentos já foram expostos, mas tenho compromisso de tentar responder o máximo de comentários possível então vamos ao que interessa.
      Escrevi este artigo especificamente para aqueles que como eu, creem em Deus e querem fazer o máximo para estar no centro de sua vontade e por isso devem manter-se atentos às astutas ciladas do inimigo
      (o Diabo, Lucifer, Satanas ou qualquer nome que preferir e seus demônios).
      O fato é brincadeira ou não este jogo dá a Satanás (que é real) legalidade para atuar na vida do cristão, podendo causar danos à sua espiritualidade e comunhão com Deus, por isso RECOMENDO (não ordeno) a todos que querem manter uma vida que agrade ao nosso Senhor, que afastem-se deste tipo de jogo.
      Li o livro e posso apontar inúmeras heresias no texto, sem falar das blasfêmias contra Deus e Jesus. Sim o termo é este mesmo BLASFÊMIAS, ainda que só de "brincadeira".
      A estratégia utilizada é criar dúvida, fazer as pessoas duvidarem de Deus, e inverter os valores transformando os demônios em heróis. E assim as pessoas vão se acostumando com estes valores invertidos e passam a perder a consciência do certo e errado, do bem e do mal. Olhe ao redor e veja o que está acontecendo no mundo hoje.
      Por último, para redenção é preciso arrependimento e fé, atributos que os anjos e demônios não tem. A fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a certeza das coisas que não se veem (HEBREUS 11:1)
      Os anjos e demônios não tem fé pois ao contrario dos homens eles sabem que Deus existe e o conhecem face-a-face. Além disso Cristo foi crucificado para expiar os pecados da humanidade e não dos anjos ou demônios. Se quiser se aprofundar neste assunto leia este artigo. http://www.estudosgospel.com.br/estudos/diversos/e-se-o-diabo-se-arrependesse.html
      Então se você crê em Deus, afaste-se deste jogo, caso contrário, o máximo que posso fazer é orar para que Deus o alcance antes que seja tarde.
      Você é livre para aceitar ou rejeitar aquilo que escrevo aqui. Mas lembre-se Deus o ama ao ponto de sacrificar seu filho Jesus para te salvar da condenação. Não desperdice esta chance por causa de um jogo. Deus quer o melhor para sua vida.
      Que Deus te abençoe.

      Excluir
  27. Provavelmente isso nunca ira parar nas postagens pq não condiz com o q vc dizem mas... vamos lá.

    1º a WW (White Wolf) Criou todos os seus jogos baseados em mitos e folclores e se vc não tem cunho cristão as historias do povo hebreu serão mitos e folclores bem como existem muitas pessoas que acreditam q mitos como vampiros e certos tipos de metamorfos são reais, parece absurdo? Seria absurdo pra vc se eu dissesse que não acredito em um "Cara" que morreu e virou Zumbi e voltou a vida esse poderia ser Jesus ou mesmo Lazaro... os caras da WW são bastante estudados e existem coisas piotres porai até msm dentro de uma igreja por isso esta escrito na frente do livro JOGO PARA MAIORES!!!!!!!!!!!!

    P.S: Não vou nem mencionar coisas sobre religiosidade e afins pra não sair do cunho do RPG... o q vc deve se lembrar é q isso não tem ligação com o q vc acha só pq sua religião prega algo assim, o seu Jesus disse que vc é o templo e que a salvação é idividual então se acha q algo é do DEMONIO ou vc pergunte a ele [seu deus] ou então estude MUITO pra não fala abobrinhas OK!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Stasis, bem vindo ao RPG Cristão.
      Você errou ao achar que eu não publicaria seu comentário, provavelmente por não me conhecer, se tivesse se dedicado só um pouco mais na leitura dos comentários teria percebido que publiquei comentários muito piores que o seu. Ele só não seria publicado se contivesse algum palavrão ou ofensa muito grave.
      1º O fato dos caras da WW terem se baseado em folclores não é o mais importante. O que critico no livro é a inversão de valores difundida, e as ofensas claras ao cristianismo e a Deus.
      A bíblia diz: "Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo!
      Ai dos que são sábios a seus próprios olhos, e prudentes diante de si mesmos!" (Isaías 5:20-21)
      Acredite ou não, está escrito.
      Você tem tanto direito de se ofender com as criticas que fiz ao livro quanto eu tenho de me ofender com as citações pejorativas que o seu livro faz à minha fé.
      2º Os caras da WW estudaram muito, não duvido, é preciso muita pesquisa para se escrever um livro. Mas o que eles estudaram? Você os conhece pessoalmente? Como sabe que estudaram tanto?
      3º Zumbis são mortos "reanimados" e em estado de putrefação e irracionais (segundo a cultura pop) Mas o mito dos Zumbis tem sua origem na cultura Vodu afro-caribenha, onde os zumbis eram escravos de um poderoso feiticeiro. Jesus, Lazaro e muitos outros na bíblia não se tornaram zumbis, pois voltaram à vida como antes de morrer e mantiveram suas faculdades mentais logo ressuscitaram. Reanimar é diferente de Reviver.
      4º Eu escrevi que o jogo é perigos e tem implicações espirituais (acredite você ou não), principalmente para aqueles que como eu creem em Cristo, mas em nenhum momento disse que o jogo é do DEMÔNIO.
      5º Como você pode me dizer para estudar muito, se nem me conhece?
      Se tem uma coisa que nunca parei foi de estudar, leio muito sou formado em comunicação e dou aula de teologia entre outras coisas.
      P.S: Não sei se você percebeu mas escrevi este post principalmente para cristãos, mas mantenho minha posição, para um hobbie tão estigmatizado como o nosso este livro atrapalha mais do que ajuda.
      Se você não crê em Deus e acha que estou falando "abobrinha", isso é um problema seu com Deus. O máximo que posso fazer é orar por você.
      Que Deus o abençoe.

      Excluir
  28. Amigo, com todo respeito se você leu todas as páginas de tal livro você sabe que não apenas fez uso apenas de passagens que lhe agradou como distorceu os pontos do livro.
    O livro trata de duas vertentes como qualquer outro, 2 tipos básicos de personagens podem ser criados e são amplamente descritos no livro.
    Não prolongando o comentário digo o seguinte:
    Um personagem da facção "Revener" é exatamente o que descreveu, ele incita a violência, clama por destruição de tudo, etc... (Correto)
    Porém vossa senhoria não citou o resto, distorcendo o livro.
    Um personagem da facção "Reconcilier" é exatamente o oposto, ele sabe que errou e busca a redenção divina.
    Quanto aos poderes, são amplamente comentados em uso, um personagem pode utilizar dos poderes de baixo Tormento para ajudar como por exemplo os do "Scourage" que eram "Anjos da Guarda" e podem curar doentes, etc. ou podem utilizar de poderes de alto Tormento para destruir quem lhe convém.
    Então quando utilizar de passagens e pontos para criticar uma obra, lembre-se de utilizar de todos os pontos, não apenas os que fazem de sua crítica algo consistente.

    ResponderExcluir
  29. Olá Amigo, seja bem vindo ao RPG Cristão.
    Vamos esclarecer alguns fatos, não citei apenas as passagens que me agradaram (até porque nenhuma me agradou), mas citei as que achei mais relevantes, para não dizer ofensivas à fé Cristã.
    Na verdade antes de acusar-me de distorcer tal "obra", julgue você mesmo quantas distorções da Bíblia o referido livro faz.
    Só para citar 2 das mais graves:
    1 Diz que Deus abandonou os homens e os demônios querem "concertar" o "erro" de Deus. A Bíblia nos diz em João 3:16 "Que Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu filho unigênito para que todo aquele que nele crê não pereça mas tenha a vida eterna."
    Também diz em João 10:10 "O ladrão (Satanás) não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu (Jesus) vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.
    2 E esta está em seu próprio comentário. Biblicamente não existe possibilidade de redenção para os Demônios, eles são rebeldes e já estão condenados por seguirem a Lucifer.
    Os demônios conheceram a Deus pessoalmente e mesmo assim decidiram rebelar-se, eles não tem fé pois a fé se baseia em acreditar em algo que não se viu: "Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem”. HEBREUS 11:1 Sendo assim o sacrifício de Jesus não é valido para eles, e não existe "redenção" para demônios.
    Demônio bom não existe. Ou é Demônio corrompido e mal, ou é Anjo que nunca se rebelou contra o Criador.
    Não distorci as palavras do livro tanto quanto o livro distorceu as palavras da Bíblia.
    Que Deus o abençoe.

    ResponderExcluir
  30. Bom, se me permite:
    O jogo é todo FICÇÃO e sua premissa se resume a "AH, MAS E SE ALGUÉM OLHAR E PENSAR DESSA FORMA?".

    Pior; então, você continua combatendo o texto do livro, como quem pega o "Crenças & Panteões" de Forgotten Realms e tenta provar que todos aqueles deuses e seus dogmas são falsos usando as Escrituras, como se ninguém soubesse que "Crenças & Panteões" é patentemente fictício e que os dogmas dos deuses daqueles mundo evidentemente contrariarão a Bíblia de alguma maneira ou outra.

    Mas enfim, o ponto principal é: "Se alguém ler este livro, pode se convencer de que a Bíblia está errada e causar danos às almas".

    E este ponto é tão válido quanto "se alguém ver um filme de um serial killer, pode acabar querendo fazer igual", ou "se alguém jogar RPG, pode acabar querendo carregar espadas na rua para matar bandidos".

    O que constitui uma possibilidade, mas tão absurda e efêmera quanto risível. Seria como proibir os aviões porque podem cair e os alimentos porque podemos engasgar e morrer. Ou ainda alguém ler a Bíblia, sem ser tocado pelo Espírito Santo e presumir aquilo tudo seja falso — um risco possível, mas não é por isso que vamos recolher as Bíblias das pessoas, certo?

    "Abusus non tollit usum" é um antigo princípio do Direito. O receio do mau uso de um direito não implica impedir o uso legítimo. Boa-fé que se presume por princípio geral do direito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sr. X bem vindo ao RPG Cristão.
      Vamos lá.
      Seu argumento é muito válido, mas não acrescenta nada de novo à discussão, você disse o que todos os outros Anônimos já disseram, porém usando outras palavras. Resumindo "É apenas brincadeira".
      A resposta a isto já foi dada é só ler os comentários. Só vou repetir 2 coisas:
      1º - Satanás é legalista (imagino que você entenda o significado deste termo) ele não quer saber se você fez um pacto com ele de verdade ou só de brincadeira, ele vai apresentar este fato diante de Deus e exigir o que "é" dele.
      2º - Volto a dizer este artigo é um alerta para aqueles que temem a Deus e não uma lei que deva ser seguida sob ameaça de punição ("Abusus non tollit usum"). Você tem direito de aceitar ou não. Se você prefere pagar para ver, isso é um problema seu com Deus.
      Quanto aos exemplos que você citou (3º e 4º parágrafos do seu texto). Embora seja bem raros, sabemos que já aconteceram alguns casos.
      Eu não brinco com a minha salvação.
      Não vou apontar uma arma de brinquedo para um policial da Rota esperando que ele entenda que é "brincadeira".
      Crer ou não em alguma coisa não vai mudar o fato desta existir ou não. Mas as consequências disto na sua vida vão existir, sejam elas boas ou más.
      Obrigado pelo seu comentário.
      Que Deus o abençoe.

      Excluir
    2. Isto que você disse se aplica ao uso da internet. É uma ironia ter um blog ou mesmo acessar um lugar que poderia facilmente lhe corromper.

      Excluir
  31. O Único problema aqui é que vocês são a parte dos rpgistas que não conseguem distinguir o jogo da realidade. Pois se você tem uma noção pequena de WoD, você sabe que o mundo que passa as crônicas do mundo das trevas é muito parecido, mas não é o nosso, é um mundo mais caótico, menos bondoso, onde as pessoas não possuem um coração bom, o mundo está caminhando para o seu fim. Esse é o problema, não é o nosso mundo, mesmo que faça alusão, mas infelizmente temos pessoas como vocês que não conseguem enxergar isso. Mas não há problema, pois no final, vocês se reservam no direito de não jogarem jogos com essa temática, mas deviam ter uma mente menos fechada as vezes, mas não há problema nisso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vinicius, seja bem vindo ao RPG Cristão.
      Não não há problema aqui. Sei muito bem os limites entre um jogo/cenário e a realidade. Nunca falei ou agi como um personagem fora do jogo. Entendo claramente que o Cenário de WoD (já narrei e joguei muito "Vampiro" e "Lobisomen" no passado) não é o undo real.
      Este artigo de um perigo que está além dos nossos olhos, que está oculto por trás de toda a temática e o cenário do livro. Um perigo que não é físico, é espiritual. Um perigo não para nossos corpos, mas para nossa alma. Mas não espero que todos entendam isto, afinal pessoas de mente muito "aberta" às vezes só vêem aquilo que lhes interessa.
      Pessoas de "mente aberta" podem criticar e julgar qualquer coisa ou pessoa, mas quando alguém critica algo que elas gostam, aí é preconceito e "mente fechada". Mas não há problema nisso.
      Porém considere-se avisado. Você está brincando com a sua salvação. Jesus te ama e quer o melhor para você.
      Open your mind to see the world beyond you.
      Que Deus o abençoe.

      Excluir
  32. Tomara q eu não tenha chegado muito tarde. Hahahaha. Mas se for para "reviver" o post para expressar minha opinião. Que seja.
    E lá vai: Eu acho q o RPG Dêmonio: a Queda não tem nenhuma correlação com o que a bíblia chama de Diabo, Lucifer, Capeta ou seilá oq, muito pelo contrário, além de ter uma estória involvente e sábia(aplicado nos cultos cristãos, assim com qualquer outro livro do MdT é, com exemplo dos Vampiros, Múmias, Lobisomens, Changelings e etc.), prega o respeito e redenção pela humanidade.
    O prólogo diz o seguinte: Deus criou os anjos à sua forma, assim como os humanos, mas esses, por vez não tinham nenhuma semelhança com Deus no quesito mental. E os anjos, sendo incumbidos de serem os guardiôes dos humanos, e tbm q deveriam amar todos acima de tudo(sim, inclusive Deus), começaram a se questionar e chegaram à difícil conclusão: vamos fazer dos humanos, melhores, eles podem alcançar o potencial de deuses, mas o próprio Deus teme a rebeldia deles, portanto, ele os deixou fracos. Assim o prólogo se fecha, quando os anjos dão a sabedoria aos humanos, e Deus decidi bani-los(anjos), e deixar os humanos no mundo.
    Na minha opinião, a visão da White Wolf é fictícia e bem narrativa.
    Agr na minha opinião como católico, msm sendo não praticamente, venho a me questionar, sabendo q a White Wolf fez uma ficção com Dêmonio a Queda. Como nosso Deus pode ser tão bondoso e misericordioso, sendo q assim q Adão e Eva cometeram um erro, ja foram banidos imediatamente do santuário? Como Deus pode ser tão salvador, se ele só contou à Noé sobre o diluvio q planejava para acabar com o mundo(sendo q só contou a Noé, pq esse se aproximou demais de Deus, não se parece um pouco com chantagem?)? Como Deus pode ser tão pacífico, se na própria bíblia(desculpe minha ignorância por não saber os versículos), o msm diz q no apocalipse, ele não trará a redenção, e sim a espada para a guerra.
    Assim eu me questiono, msm na veracidade dos fatos q Deus não é o "tão bondoso" que todos pensam, e minha opinião é: ao invés de ficar ajoelhado em um quanrto escuro orando para Deus, pq vc não pratica algo realmente bom.
    Sou voluntário em um grupo de pessoas q fazem doações e visitas a asilos e hospitais. Esperar Deus fazer algo não é o certo.
    Agr o ponto em q eu concordo no livro, msm sabendo q este, é uma obra de ficção: Deus não fará, e nunca fez nada para a humanidade. Os humanos é q devem saber seu lugar no mundo e fazer a diferença por eles msm. Espero não ter ofendido ninguém neste post, se fi-lo, peço desculpas por todos ofendidos com minhas palavras, pois este não era o cunho das msms. Abraço.

    ResponderExcluir
  33. Olá Renan seja bem-vindo ao RPG Cristão.
    Primeiramente, se "o RPG Dêmonio: a Queda não tem nenhuma correlação com o que a bíblia chama de Diabo, Lucifer, Capeta ou seilá oq" então porque dar os mesmos nomes? Inclusive o de Deus?
    Concordo que a estória seja Envolvente e de certa forma muito inteligente, mas sábia (que é diferente de inteligente) e com aplicação nos cultos Cristãos, aí é forçar demais.
    Outro ponto é que não importa se é uma obra de ficção, uma brincadeira ou uma tese de mestrado, distorcer as palavras da Bíblia assim como o prólogo do livro o faz é heresia.
    Sua opinião só vem a confirmar aquilo que alego no artigo, pois você deixa bem claro que já foi influenciado pelas idéias deturpadas do livro e já não considera Deus como bondoso, misericordioso e justo.
    "As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim"; Lamentações 3:22
    Misericórdia significa não receber a punição que você merece.
    "Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus"; Romanos 3:23
    Você já deve ter sido punido ou castigado por seus pais devido a alguma coisa de errado que fez. Isto significa que seus pais não são bondosos e misericordiosos ou não te amam? Muito pelo contrário quando nossos pais nos corrigem é porque querem o melhor para nós. Asim também é Deus.
    Adão e Eva foram expulsos do paraíso como consequência de sua desobediência e não porque Deus estivesse com raiva deles.
    Noé foi avisado não porque era “intimo de Deus”, mas por que era justo e obediente. O próprio Noé tentou avisar seus contemporâneos, mas estes não deram ouvidos, antes escarneceram de Noé e o chamaram de louco. A Bíblia nos diz que toda aquela geração era má e perversa. Leia Genesis 6.
    “Deus pode ser tão pacífico, se na própria bíblia(desculpe minha ignorância por não saber os versículos), o msm diz q no apocalipse, ele não trará a redenção, e sim a espada para a guerra.”
    O texto a que você se refere acima está em Mateus 10 e não se refere ao Apocalipse, nem a uma guerra travada entre Deus e os homens, mas àquilo que acontece quando os homens aceitam a Cristo e decidem seguir os seus preceitos (principalmente naquela época): Seus familiares lhes condenavam e entregavam às autoridades para que fossem mortos. Era uma guerra de homens contra homens que ocorre até hoje em alguns países. Lembre-se dos Cristãos sacrificados nas arenas de Roma simplesmente por seguirem a Cristo.
    “e minha opinião é: ao invés de ficar ajoelhado em um quanrto escuro orando para Deus, pq vc não pratica algo realmente bom.”
    Quem te disse que fico ajoelhado em um quarto escuro orando? Confesso que oro muito menos do que deveria, mas assim como você também tenho trabalhos voluntários e já ajudei até a tirar jovens das drogas, meu carro já levou tanta gente necessitada para hospitais que estou pensando em transformá-lo em ambulância. “Não julgueis, para que não sejais julgados.” Mateus 7:1
    Quanto à sua última declaração, que mais uma vez mostra como você já foi influenciado negativamente pelo livro, veja os noticiários. Não foi Deus quem se afastou da humanidade e sim a humanidade quem está continuamente se afastando de Deus. Estamos cada vez mais parecidos com a geração que viveu na época de Noé. Mas Deus ainda faz seus milagres. O sol ainda nasce todos os dias, pessoas são salvas da morte certa inexplicavelmente todos os dias.
    É claro que se o homem fizer a sua parte o mundo será muito melhor, mas eu tenho provas suficientes da interferência de Deus em minha vida. Tenho dois filhos e pelos médicos e exames não poderia ter nenhum, já fui salvo de acidentes e a chuva parou para o sol raiar no dia do meu casamento, isto só para citar alguns milagres na minha vida.
    Você também pode viver milagres e sentir o agir de Deus em sua vida. Basta crer e obedecer.
    Que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  34. Meu querido, sobre o texto da pagina 75, não sei se leu o livro todo, mas acho que se leu não entendeu, porque ele deixa claro que é uma placa que esta em um prédio,o livro esta contando uma história, uma versão nova, como todos os rpg's da whitewolf, tem como busca de inspiração algo que já exista, algo fictício, como lobisomens vampiros etc, eu não sou contra o cristianismo nem nada, mas como uma pessoas desprovida de crenças, eu tenho certeza que os grandes criadores literários da whitewoolf também são, eles, assim como eu e milhares de outros players não temos problemas com esse temas porque sabemos que são fictícios, ou seja não existe, e quanto a interpretação de pacto, bem cada narrador faz a sua maneira, ele deixa livre para a interpretação. e comparar o mundo do Wod com o nosso não da eles sempre deixam claro que o mundo do wod é muito caótico, e mesmo em Demônio a queda vc tem os dois lados da moeda, vc pode ser ruim ou pode ser bom, pode querer o perdão de deus, isso vai de cada um, mas no geral os livros da whitewolf sempre dão lado pra vc se apegar a sua humanidade, e quando vc a perde vc tb perde a ficha pro narrador, então acho que é precipitado julgar o livro todo pela historia inicial, todo rpg desde D&D a outros tem suas paginas dedicadas a poderes, rituais e etc, se for um mago em d&d tem que invocar coisas etc... e sempre fica a critério do narrador/mestre fazer o jogador interpretar ou não, desculpe mas, vc como player deveria entender... e pensar em Rpg como algo que deve seguir regras é difícil, porque Rpg é imaginação é diversão não é algo pra se limitar ou ser limitado por crenças (não se ofenda) mas são duas coisas que não combinam!!!!

    ResponderExcluir
  35. Quase cinco anos depois da postagem do texto xd
    Primeiramente, atrasadíssimo, gostaria de parabenizar o autor, discussão concisa e coerente, raridade em discussões com temáticas religiosas.
    Gostaria de deixar minha opinião, mesmo que provavelmente ninguém mais leia ^^"
    Eu realmente gostei muito do livro demônio a queda, entretanto concordo que é uma leitura que exige uma maior maturidade por parte do leitor, não é realmente recomendado para menores.
    Entretanto existem muitas outras obras que também exigem certa maturidade do leitor, até mesmo um ator ao fazer um papel de um "serial killer" em um filme deve estudar a fundo a psiquê do assassino, e muitas vezes se deparará com coisas repugnantes e perturbadoras, um pesquisador das áreas jurídicas também precisaria entender o que leva as pessoas a se desviarem tanto do caminho.
    Mesmo a bíblia, se mal interpretada, traz conceitos de conformismo e alienação, onde todos os ricos e pecadores serão punidos, onde o sofrimento será recompensado, onde não faz sentido lutar para vencer todas as injustiças berrantes existentes em nosso mundo, onde um grupo seleto de pessoas tem tudo e a grande maioria trabalha e sofre, e muitos até passam fome e desespero.
    Toda religião sempre foi deturpada pelo homem, para pastorear as massas. Entretanto a Bíblia, bem como muitas outras religiões, trazem muitos outros conceitos muitos bons e válidos.
    Quanto à grande preocupação de Satanás ser legalista... bem não há citação na bíblia de pactos e coisas do tipo... há alguns escritos, que supostamente seriam uma versão expandida do gênesis, entretanto de origem duvidosa datados por volta do século I depois de Cristo. Talvez a referência mais legalista seria o livro "Fausto" do Goethe.
    Por isso, acredito que "pactos com demônios" não tem origem na real mitologia cristã... são mais mitos gerados durante a idade média, na caça as bruxas, que foi muito mais política que religiosa.
    Em outra esfera, até mesmo o demônio é criação de Deus, afinal não existe nada que ele não tenha criado... assim, na mitologia Cristã, foi Deus quem colocou o demônio em nosso caminho, como todas as dificuldades, a fim de que evoluíssemos, obtendo a redenção de nossos pecados e dos pecados de adão e eva.
    O livro apenas traz suplementos para a interpretação de uma situação fantasiosa, apesar de ele ter se baseado na mitologia cristã, ele não tem a pretensão de afirmar que a história contada é real, pelo contrário, ele deixa claro que é totalmente fictício.
    Em outro ponto de vista, da mesma forma que o livro, em sua opinião, pode desacreditar cristãos, também a sua linha de raciocínio pode criar uma censura a obras deste tipo.
    Enfim, o livro é tão perigoso quanto um filme de terror... até mesmo um garfo nas mãos erradas pode ser uma arma.

    Se alguém ler, gostaria de frisar que se trata tão somente de minha opinião, e que de forma alguma tem o objetivo de ofender alguém.


    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, mas mantenha o respeito. A partir de 12/03/14 só serão aceitos comentários identificados, assuma seu ponto de vista, identifique-se. Comentários com palavrões e ofensas serão excluídos, todos os demais (mesmo que discorde do ponto de vista apresentado) serão publicados e na medida do possível respondidos.